terça-feira, julho 24, 2007

Errata

Engraçado, estava relendo um dos meus posts do mês passado: Estranho porque quando as pessoas reatam laços depois de muitos anos, de certa forma é como começar de novo porque ambas mudaram (e no meu caso, não foi pouca coisa). Então na verdade você está se relacionando com uma pessoa totalmente diferente daquela com quem se relacionou no passado. O que é bom e ruim, claro.

Pois mal se passou um mês e já preciso rever isso, porque adivinhem só: eu mudei sim, mas muito menos do que imaginava! Em muitos aspectos, ainda sou aquela pessoa que eu era há 13 anos atrás em Dublin (só que agora com uma carga de experiências positivas e negativas porque, no final das contas, viver é isso). E foi só ele voltar pra minha vida pra eu perceber isso. Foi só reatar este laço antigo (e mais do que presente na minha vida hoje) pra ver que a gente muda sim, mas algumas características básicas da personalidade permanecem as mesmas. Porque eu continuo acima de tudo uma pessoa (super) sensível, emotiva e caótica - o que para alguns pode ser um defeito mas para ele felizmente é uma qualidade. Talvez justamente por ele ser quase o oposto (quase)...mas opostos complementares, como bem disse uma amiga. E o melhor de tudo é que a gente se entende muito bem, obrigada!

Então a sensação não chega a ser de começar de novo mas sim de reencontrar um velho conhecido e retomar nossa estória onde paramos...nem parece que se passaram 13 anos, tudo flui tão naturalmente que a sensação é de que nunca nos separamos (sensação surreal mas 100% verdadeira). No mais, é difícil explicar essas coisas. Só sei que hoje agradeço a Deus, aos astros ou a sei lá o quê, por terem nos dado esta segunda chance de estar juntos depois de tantos anos...E confesso que só tenho uma palavra para isso: destino.

2 comentários:

Sorriso® disse...

Beth a vida é muito engraçada.
Tenho outra palavra para você:

*S E R E N D I P I T Y*

Estou muito feliz por você!
Beijos,
Carla la mamá.

La Belle® disse...

Nossa.....

Eu vim aqui escrever a mesmíssima coisa que a Car-linda!

Serendipity!!!!

Seja feliz, Bethinha!!!!

Tecnologia do Blogger.

Errata

Engraçado, estava relendo um dos meus posts do mês passado: Estranho porque quando as pessoas reatam laços depois de muitos anos, de certa forma é como começar de novo porque ambas mudaram (e no meu caso, não foi pouca coisa). Então na verdade você está se relacionando com uma pessoa totalmente diferente daquela com quem se relacionou no passado. O que é bom e ruim, claro.

Pois mal se passou um mês e já preciso rever isso, porque adivinhem só: eu mudei sim, mas muito menos do que imaginava! Em muitos aspectos, ainda sou aquela pessoa que eu era há 13 anos atrás em Dublin (só que agora com uma carga de experiências positivas e negativas porque, no final das contas, viver é isso). E foi só ele voltar pra minha vida pra eu perceber isso. Foi só reatar este laço antigo (e mais do que presente na minha vida hoje) pra ver que a gente muda sim, mas algumas características básicas da personalidade permanecem as mesmas. Porque eu continuo acima de tudo uma pessoa (super) sensível, emotiva e caótica - o que para alguns pode ser um defeito mas para ele felizmente é uma qualidade. Talvez justamente por ele ser quase o oposto (quase)...mas opostos complementares, como bem disse uma amiga. E o melhor de tudo é que a gente se entende muito bem, obrigada!

Então a sensação não chega a ser de começar de novo mas sim de reencontrar um velho conhecido e retomar nossa estória onde paramos...nem parece que se passaram 13 anos, tudo flui tão naturalmente que a sensação é de que nunca nos separamos (sensação surreal mas 100% verdadeira). No mais, é difícil explicar essas coisas. Só sei que hoje agradeço a Deus, aos astros ou a sei lá o quê, por terem nos dado esta segunda chance de estar juntos depois de tantos anos...E confesso que só tenho uma palavra para isso: destino.

2 comentários:

Sorriso® disse...

Beth a vida é muito engraçada.
Tenho outra palavra para você:

*S E R E N D I P I T Y*

Estou muito feliz por você!
Beijos,
Carla la mamá.

La Belle® disse...

Nossa.....

Eu vim aqui escrever a mesmíssima coisa que a Car-linda!

Serendipity!!!!

Seja feliz, Bethinha!!!!