quarta-feira, novembro 27, 2013

Dezembro em Amsterdam


Feira de Natal
Eu não sou fã dos meses de inverno mas admito que há um certo charme...principalmente quando neva! Porque eu prefiro mil vezes um dia (muito) frio com neve e céu azul do que dias chuvosos e cinzentos. Na verdade, quanto mais baixa a temperatura (de 0 a 5 graus), mais eu gosto de ir passear na rua: principalmente se estiver nevando!

Enfim, chega novembro, os dias ficam mais curtos e a cidade começa a ser decorada para o natal. Surgem decorações de rua com muitas luzes de natal, na primeira semana de dezembro é colocada a tradicional árvore de natal na praça Dam (Dam Square) e nos últimos anos, a prefeitura de Amsterdam resolveu atrair mais turistas com uma Feira de Natal no modelo das tradicionais feiras de natal tão comuns na Alemanha. Aquelas feiras com barraquinhas que vendem todo tipo de guloseima que associamos aos meses de inverno. Chocolate quente, waffels, glüwein, bolinhos fritos aqui chamados de oliebollen e consumidos em quantidades enormes pelos holandeses nesta época do ano (e especialmente na virada do ano, como manda a tradição holandesa).

A famosa árvore de natal da Dam
A feira muda de local todo ano, ano passado foi no Rembrandplein e além de dezenas de barraquinhas com decoração de natal e guloseimas tradicionais (até churros eles vendiam, tentação sem fim), foi construído ainda um rinque de patinação no gelo.  Pois este ano, pela primeira vez, decidiram montar a tal feira naquela que considero a rua (avenida) mais feia de Amsterdam: a Damrak. Pra quem já esteve em Amsterdam, é aquela avenida que sai da Estação de Trem (Central Station) e segue reto até a praça Dam. Uma avenida cheia de restaurantes e lojas de souvenir para turistas (os locais passam longe), sempre lotada de gente. A única loja cuja visita eu considero obrigatória na área é a Bijenkorf, maior e mais prestigiosa loja de departamentos da Holanda (e que fica em frente à praça Dam). A começar pelas vitrines de natal, que fazem lembrar as vitrines de natal em Londres, Paris e Nova Iorque.

Os deliciosos waffels
Voltando à feira de natal, este ano eles decidiram oferecer de tudo, vi até barracas com guloseimas da Itália (torrones e outras delicatessen), Espanha e Inglaterra (os famosos English fudges). Sem falar na barraca de salsichão típico da Alemanha (bratwurst), barracas vendendo apenas chocolates, outras vendendo decorações de natal, etc. Enfim, tem de tudo pra todo mundo - e principalmente para os turistas! O que eu recomendo? Sem dúvida os deliciosos waffels (que na verdade, são belgas). E claro, a barraca de guloseimas tradicionais holandesas como oliebollen, appelflappen, berlinerbollen, etc. Oliebollen na verdade são os "bolinhos de chuva" que o pessoal costuma fritar na região sul (minha mãe fazia em casa e colocava açúcar e canela, exatamente como fazem aqui).

Mas a minha dica especial para os meses de inverno não é o mercado de natal e sim uma tarde curtindo um dos vários museus da cidade, seguida de um bom café com torta de maçã em um dos cafés típicos. Quem quiser dicas específicas sobre os cafés mais legais frequentados pelos locais (e não apenas aquelas armadilhas para turistas), entre em contato comigo. Pra terem uma idéia do que estou falando, dêem uma olhada no meu board no Pinterest chamado Amsterdam by the locals. Vejam aqui.

Pra finalizar, os mais aventureiros não podem deixar de visitar um dos mais belos rinques de patinação no gelo da Holanda, localizado no Museumplein. Sim, a famosa "praça dos museus" e sem dúvida, a mais prestigiosa da cidade. O rinque abre no dia 29 de novembro e funciona 7 dias na semana até final de janeiro/início de fevereiro!





5 comentários:

Daphne Desirée disse...

Conhecendo hoje seu blog, muito interessante! Bj Daphne

Eliana disse...

Ai Beth, pois é, estes dias escuros e cinzentos para mim também não estão com nada! rs Agora... querendo ou não, esta época do ano tem o seu charme e encanto, isso a gente não pode negar! rs Bjs

Palavras Vagabundas disse...

Você sabe que amei Amsterdam, então esse é o tipo de post que só me dá mais vontade de voltar.
bjs
Jussara

Aline Aimée disse...

Sua descrição foi tão boa que me senti passeando pela cidade.
Ela parece mesmo muito agradável nessa época do ano.
Aqui no Rio já estamos oscilando entre calor insuportável e chuva torrencial.
:/

Beijinhos!

Milena F. disse...

Sempre tive a imagem dos holandeses como apaixonados pela patinação no gelo... Pelo menos vemos muitas cenas das pinturas flamandas que mostras os habitantes patinando e fazendo outras brincadeiras de gelo nos canais congelados de Amsterdam e outras cidades :)

Tecnologia do Blogger.

Dezembro em Amsterdam


Feira de Natal
Eu não sou fã dos meses de inverno mas admito que há um certo charme...principalmente quando neva! Porque eu prefiro mil vezes um dia (muito) frio com neve e céu azul do que dias chuvosos e cinzentos. Na verdade, quanto mais baixa a temperatura (de 0 a 5 graus), mais eu gosto de ir passear na rua: principalmente se estiver nevando!

Enfim, chega novembro, os dias ficam mais curtos e a cidade começa a ser decorada para o natal. Surgem decorações de rua com muitas luzes de natal, na primeira semana de dezembro é colocada a tradicional árvore de natal na praça Dam (Dam Square) e nos últimos anos, a prefeitura de Amsterdam resolveu atrair mais turistas com uma Feira de Natal no modelo das tradicionais feiras de natal tão comuns na Alemanha. Aquelas feiras com barraquinhas que vendem todo tipo de guloseima que associamos aos meses de inverno. Chocolate quente, waffels, glüwein, bolinhos fritos aqui chamados de oliebollen e consumidos em quantidades enormes pelos holandeses nesta época do ano (e especialmente na virada do ano, como manda a tradição holandesa).

A famosa árvore de natal da Dam
A feira muda de local todo ano, ano passado foi no Rembrandplein e além de dezenas de barraquinhas com decoração de natal e guloseimas tradicionais (até churros eles vendiam, tentação sem fim), foi construído ainda um rinque de patinação no gelo.  Pois este ano, pela primeira vez, decidiram montar a tal feira naquela que considero a rua (avenida) mais feia de Amsterdam: a Damrak. Pra quem já esteve em Amsterdam, é aquela avenida que sai da Estação de Trem (Central Station) e segue reto até a praça Dam. Uma avenida cheia de restaurantes e lojas de souvenir para turistas (os locais passam longe), sempre lotada de gente. A única loja cuja visita eu considero obrigatória na área é a Bijenkorf, maior e mais prestigiosa loja de departamentos da Holanda (e que fica em frente à praça Dam). A começar pelas vitrines de natal, que fazem lembrar as vitrines de natal em Londres, Paris e Nova Iorque.

Os deliciosos waffels
Voltando à feira de natal, este ano eles decidiram oferecer de tudo, vi até barracas com guloseimas da Itália (torrones e outras delicatessen), Espanha e Inglaterra (os famosos English fudges). Sem falar na barraca de salsichão típico da Alemanha (bratwurst), barracas vendendo apenas chocolates, outras vendendo decorações de natal, etc. Enfim, tem de tudo pra todo mundo - e principalmente para os turistas! O que eu recomendo? Sem dúvida os deliciosos waffels (que na verdade, são belgas). E claro, a barraca de guloseimas tradicionais holandesas como oliebollen, appelflappen, berlinerbollen, etc. Oliebollen na verdade são os "bolinhos de chuva" que o pessoal costuma fritar na região sul (minha mãe fazia em casa e colocava açúcar e canela, exatamente como fazem aqui).

Mas a minha dica especial para os meses de inverno não é o mercado de natal e sim uma tarde curtindo um dos vários museus da cidade, seguida de um bom café com torta de maçã em um dos cafés típicos. Quem quiser dicas específicas sobre os cafés mais legais frequentados pelos locais (e não apenas aquelas armadilhas para turistas), entre em contato comigo. Pra terem uma idéia do que estou falando, dêem uma olhada no meu board no Pinterest chamado Amsterdam by the locals. Vejam aqui.

Pra finalizar, os mais aventureiros não podem deixar de visitar um dos mais belos rinques de patinação no gelo da Holanda, localizado no Museumplein. Sim, a famosa "praça dos museus" e sem dúvida, a mais prestigiosa da cidade. O rinque abre no dia 29 de novembro e funciona 7 dias na semana até final de janeiro/início de fevereiro!





5 comentários:

Daphne Desirée disse...

Conhecendo hoje seu blog, muito interessante! Bj Daphne

Eliana disse...

Ai Beth, pois é, estes dias escuros e cinzentos para mim também não estão com nada! rs Agora... querendo ou não, esta época do ano tem o seu charme e encanto, isso a gente não pode negar! rs Bjs

Palavras Vagabundas disse...

Você sabe que amei Amsterdam, então esse é o tipo de post que só me dá mais vontade de voltar.
bjs
Jussara

Aline Aimée disse...

Sua descrição foi tão boa que me senti passeando pela cidade.
Ela parece mesmo muito agradável nessa época do ano.
Aqui no Rio já estamos oscilando entre calor insuportável e chuva torrencial.
:/

Beijinhos!

Milena F. disse...

Sempre tive a imagem dos holandeses como apaixonados pela patinação no gelo... Pelo menos vemos muitas cenas das pinturas flamandas que mostras os habitantes patinando e fazendo outras brincadeiras de gelo nos canais congelados de Amsterdam e outras cidades :)