quarta-feira, julho 21, 2010

Dicas de viagem: Tunísia

Aproveitando o embalo, decidi deixar algumas dicas pra quem ficou curioso em saber mais sobre a Tunísia. Não que eu seja especialista no assunto, mas não custa nada tentar! Como vocês podem ver no mapa aqui do lado, a Tunísia é um dos MENORES países da África (entre Algéria e Líbia) e um de seus principais setores da economia é o TURISMO. O clima mediterrâneo atrai especialmente turistas europeus (franceses, holandeses, alemães e muitos escandinavos em busca de praia e sol). O setor é bem desenvolvido, já existem muitos hotéis de 4 e 5 estrelas na costa mediterrânea, sendo que os principais resorts turísticos são Hammamet e Port El Kantaoui (onde fiquei). Port El Kantaoui - também apelidado de St. Tropez da Tunísia - é o resort mais antigo do país, construído nos anos 70 e parte da província de Sousse. Sousse  por sua vez é a terceira maior cidade da Tunísia e sedia uma das mais famosas mesquitas do país (patrimônio universal da Unesco). Vi a mesquita mas não entrei por causa do susto que levei na medina logo ali do lado, leia minhas aventuras na parte II.

Mas não se iludam, a Tunísia é muito mais do que praias, tem muita história também! Como a primeira e maior mesquita do Norte da África, em Kairouan. Tem obviamente a capital Tunis e Cártago com suas famosas ruínas, quem não lembra daquelas aulas de história sobre a antiguidade? E pra quem gosta de ruínas, não perca El Djem, o segundo maior anfiteatro romano da antiguidade, só perdendo pro Coliseu de Roma! Outra excursão altamente recomendada - e a única que realmente me arrependi de não ter feito - é a pitoresca aldeia de Sidi Bou Said, com suas casinhas brancas e azuis...Perto de Sousse tem ainda Monastir, que me foi recomendada por alguns locais. E tem também Djerba, uma ilha muito visitada pelos turistas no Golfo de Gabes. Pra completar, o sul do país abrange uma parte do deserto do Sahara, sendo Douz o portão de entrada para uma aventura no deserto - eu não arrisquei a excursão de dois dias porque com o calor excessivo meu filho não voltaria vivo de lá!!! Vejam bem, 40 graus na praia...e no deserto, temperaturas acima de 45 graus, beirando 50 graus. Não, obrigada.

 Anfiteatro de El Djem


Pra finalizar, se eu tivesse de dar apenas uma dica sobre a Tunísia seria: não vá no verão (julho-agosto). A menos que você more no Brasil e esteja acostumado a suar em bicas o dia inteiro...Pros brasileiros que moram na Europa como eu e já se acostumaram a temperaturas mais amenas, eu recomendo o mês de outubro, com temperaturas em torno de 25 graus e ideais para explorar melhor o país (e muito menos turistas). Eu fui com meu europeuzinho e ele passou tanto calor que nem deu pra fazer as excursões!!! Em compensação curtimos uma semana bastante relax com muita praia, piscina e passeios de barco. Pra quem mora na Holanda, já está ótimo!

5 comentários:

Albuq disse...

Eu, como apaixonada por história, fiquei aqui babando com as ruinas e o anfiteatro.... afff lindo demais.

Ótimas dicas.
bjs

Irene Noemy disse...

Amei viajar contigo pelos posts! Além das descrições MA RA VI LHO SAS,as fotos lindíssimas.
Liam
vai gostar de vir ao sul, onde as crianças são de origem européia, falam linguas e tem costumes brasileiros, se comunicam, se visitam,interagem. E eu vou curtir esse meu netinho.Adorei, escreves melhor que jornalista!!!

Lu_Russa disse...

que delícia de viagem ! pena que vc não gostou !!!

eu iria adorar, me adapto facilmente em qq lugar..rs

bjos !!

LuRussa

tania disse...

As fotos e as dicas estão ótimas. Bom demais poder ler. Ainda mais nestas férias em que não deu pra eu ir a lugar nenhum. Pelo menos assim posso viajar com os olhos e imaginação no seu roteiro. Beijão!
P.S.: Quero ir ao Marrocos, mas já me disseram que não é legal ir sozinha. Sei lá...

Pri Sganzerla disse...

Acheu as fotos lindas e adorei suas impressões e sua sinceridade.

Fiquei com receio da Medina... Ninguém gosta de se sentir intimidado e nem de ter seu espaço invadido, né?

Eu teria enlouquecido por causa da temperatura! Passo mal fácil com o calor do RJ, imagina lá! Esse foi um dos motivos que me fizeram mudar pra região serrana aqui do Rio: o clima é mais ameno.

Mas valeu muito ler as suas dicas e descrições dos posts da viagem. Tudo é aprendizado! E toda viagem tem seus momentos estranhos... rs

Beijos!

Tecnologia do Blogger.

Dicas de viagem: Tunísia

Aproveitando o embalo, decidi deixar algumas dicas pra quem ficou curioso em saber mais sobre a Tunísia. Não que eu seja especialista no assunto, mas não custa nada tentar! Como vocês podem ver no mapa aqui do lado, a Tunísia é um dos MENORES países da África (entre Algéria e Líbia) e um de seus principais setores da economia é o TURISMO. O clima mediterrâneo atrai especialmente turistas europeus (franceses, holandeses, alemães e muitos escandinavos em busca de praia e sol). O setor é bem desenvolvido, já existem muitos hotéis de 4 e 5 estrelas na costa mediterrânea, sendo que os principais resorts turísticos são Hammamet e Port El Kantaoui (onde fiquei). Port El Kantaoui - também apelidado de St. Tropez da Tunísia - é o resort mais antigo do país, construído nos anos 70 e parte da província de Sousse. Sousse  por sua vez é a terceira maior cidade da Tunísia e sedia uma das mais famosas mesquitas do país (patrimônio universal da Unesco). Vi a mesquita mas não entrei por causa do susto que levei na medina logo ali do lado, leia minhas aventuras na parte II.

Mas não se iludam, a Tunísia é muito mais do que praias, tem muita história também! Como a primeira e maior mesquita do Norte da África, em Kairouan. Tem obviamente a capital Tunis e Cártago com suas famosas ruínas, quem não lembra daquelas aulas de história sobre a antiguidade? E pra quem gosta de ruínas, não perca El Djem, o segundo maior anfiteatro romano da antiguidade, só perdendo pro Coliseu de Roma! Outra excursão altamente recomendada - e a única que realmente me arrependi de não ter feito - é a pitoresca aldeia de Sidi Bou Said, com suas casinhas brancas e azuis...Perto de Sousse tem ainda Monastir, que me foi recomendada por alguns locais. E tem também Djerba, uma ilha muito visitada pelos turistas no Golfo de Gabes. Pra completar, o sul do país abrange uma parte do deserto do Sahara, sendo Douz o portão de entrada para uma aventura no deserto - eu não arrisquei a excursão de dois dias porque com o calor excessivo meu filho não voltaria vivo de lá!!! Vejam bem, 40 graus na praia...e no deserto, temperaturas acima de 45 graus, beirando 50 graus. Não, obrigada.

 Anfiteatro de El Djem


Pra finalizar, se eu tivesse de dar apenas uma dica sobre a Tunísia seria: não vá no verão (julho-agosto). A menos que você more no Brasil e esteja acostumado a suar em bicas o dia inteiro...Pros brasileiros que moram na Europa como eu e já se acostumaram a temperaturas mais amenas, eu recomendo o mês de outubro, com temperaturas em torno de 25 graus e ideais para explorar melhor o país (e muito menos turistas). Eu fui com meu europeuzinho e ele passou tanto calor que nem deu pra fazer as excursões!!! Em compensação curtimos uma semana bastante relax com muita praia, piscina e passeios de barco. Pra quem mora na Holanda, já está ótimo!

5 comentários:

Albuq disse...

Eu, como apaixonada por história, fiquei aqui babando com as ruinas e o anfiteatro.... afff lindo demais.

Ótimas dicas.
bjs

Irene Noemy disse...

Amei viajar contigo pelos posts! Além das descrições MA RA VI LHO SAS,as fotos lindíssimas.
Liam
vai gostar de vir ao sul, onde as crianças são de origem européia, falam linguas e tem costumes brasileiros, se comunicam, se visitam,interagem. E eu vou curtir esse meu netinho.Adorei, escreves melhor que jornalista!!!

Lu_Russa disse...

que delícia de viagem ! pena que vc não gostou !!!

eu iria adorar, me adapto facilmente em qq lugar..rs

bjos !!

LuRussa

tania disse...

As fotos e as dicas estão ótimas. Bom demais poder ler. Ainda mais nestas férias em que não deu pra eu ir a lugar nenhum. Pelo menos assim posso viajar com os olhos e imaginação no seu roteiro. Beijão!
P.S.: Quero ir ao Marrocos, mas já me disseram que não é legal ir sozinha. Sei lá...

Pri Sganzerla disse...

Acheu as fotos lindas e adorei suas impressões e sua sinceridade.

Fiquei com receio da Medina... Ninguém gosta de se sentir intimidado e nem de ter seu espaço invadido, né?

Eu teria enlouquecido por causa da temperatura! Passo mal fácil com o calor do RJ, imagina lá! Esse foi um dos motivos que me fizeram mudar pra região serrana aqui do Rio: o clima é mais ameno.

Mas valeu muito ler as suas dicas e descrições dos posts da viagem. Tudo é aprendizado! E toda viagem tem seus momentos estranhos... rs

Beijos!