terça-feira, junho 02, 2009

Ser mãe aos 20, 30, 40...

Eu ando pensando muito nisso ultimamente. E cheguei à conclusão que ser mãe é uma das profissões menos valorizadas neste mundo - quem é mãe vai concordar comigo! Filho é bom, filho enriquece a vida da gente, blábláblá...mas filho também dá um trabalho danado então haja energia. E é aí que está a questão. Ter filho aos 20 anos tem suas desvantagens mas também tem suas óbvias vantagens. Assim como ter filho aos 30 ou 40 anos tem suas desvantagens e vantagens. Então embora não se possa falar em idade ideal pra ter filhos, eu certamente recomendaria ter antes dos 35 anos. Por experiência própria e de pessoas ao meu redor.

E antes que comece o xingamento: claro que é muito simples falar assim, claro que nem tudo na vida acontece quando e como a gente planeja (sei muito bem disso). Tem gente que tenta ter filhos durante anos e anos...Então cada caso é um caso e é perigoso criticar as escolhas individuais - principalmente quando a escolha não chega a ser uma escolha, como no caso da infertilidade. Mesmo assim eu ouso dizer que, se uma mulher tiver condições - não somente financeiras mas especialmente emocionais - de ter um filho ANTES dos 35 anos, que o tenha!

E sim, eu fiquei (muito) chocada com a manchete de jornais semana passada em que uma inglesa acabou de ter seu primeiro bebê aos 66 anos! Ela é uma bem-sucedida executiva que passou os últimos 20 anos fazendo tratamentos de infertilidade. Ou seja, seja lá porque cargas d´água, lá pelos 45 anos decidiu que queria ter um filho...A verdade nua e crua é que muitas mulheres não se dão conta de que nem sempre cabe a elas escolher quando querem ter um bebê...elas pensam que podem construir calmamente suas carreiras, viajar muito pelo mundo afora (o que eu recomendo porque viajar é bom demais e com filho pequeno fica bem mais complicado) e lá pelos 38, 40 começam a pensar em ter filhos. Só que aí pode ser tarde demais...Vejo isso muito aqui na Holanda, onde é comum as mulheres terem o primeiro filho depois dos 35 anos.

Eu tenho uma grande amiga que nunca quis ter filhos, ela engravidou prestes a completar 41 anos. Esta gravidez (ou o relógio biológico) mexeu tanto com ela que ela decidiu ter o filho, apesar de nunca ter gostado de crianças nem sonhado em ser mãe. São dessas ironias da vida. Hoje ela tem 42 anos, o bebê acabou de completar um ano e ela sofre de cansaço crônico (apesar de ser apaixonada pela cria). Cansaço comum a todas as mães nos primeiros meses, em maior ou menor grau. Eu só sei que tive meu filho aos 34 anos e passei o primeiro ano igual a um zumbi. É claro que a condição física da mãe (assim como a relação do casal) conta muito nessas horas...mas quanto mais avançada a idade, maior o cansaço.

Eu sinceramente não daria conta, mal dou conta de um fim-de-semana agitado com meu menino de 9 anos. Claro que acabei de ser operada, então a minha condição física nunca esteve pior...Mas não posso nem sequer imaginar as noites em claro a essas alturas do campeonato. Been there, done that!

9 comentários:

Coisa de Ta disse...

Estou com 32 e o assunto já começa a preocuparme.
Quero logo! ;)

Bjus

Anônimo disse...

tive meu filho aos 25 anos, passei um ano zumbi, pq ele chorava todas as noites sem parar emagreci 17 kilos em um mes, virei um esqueleto, jurei pra mim mesma que nunca mais iria ter outro filho, hj aos 33 recem feitos, depois de 7 anos, esqueci tudo, tem um bb de 2 meses na minha barriga de novo..rsrsrrsrs pois eh depois de 7 anos eu esqueci de tudo , tanto que estou esperando outro ...mas tudo em nome da maternidade!bjsss

paper crafts disse...

ue Beth saiu anonimo acimamas sou eu..srrsrsrs bjs

Luciana disse...

Vou fazer 35 daqui a dois meses e o instinto materno ainda passa loonge...

iaiá disse...

Moça,

é o primeiro post seu que estou lendo. amei a visita ao meu blog, vc foi a primeira pessoa que o vasculhou de cabo a rabo! rs
mas penso como vc. tive por acidente meu primeiro filho aos 24, ñ que eu não me cuidasse, mas tudo deu errado ao mesmo tempo e pá! e bem, não me arrependo, tb foi barra por todos os motivos óbvios, mas tinah mais energia, porém menos maturidade. acho os 28-30 uma idade ótima. mas o destino às vezes resolve por nós, não? bj

Luciene disse...

Olá, meu nome é Luciene e gostei muito do seu blog. Tenho 24 anos e o instinto materno está sobre mim (talvez seja uma fase..rsrs), mas estou com vontade de ser mamãe tbm. Bem, estou indo a Amsterdam semana q vem, se vc tiver alguma dica.

Forte abraço

le disse...

pois eh adorei o blog, tenho 22 anos e 2 filhos o gabi e o jorge , foi um susto pra mim quando descobri minha segunda gravidez, mas fui forte até o fim, um tem 2 anos e o outro 5 messes, trabalho, faso academia e sou mãe... acho que a idade ajuda no pique, mas tamben me privo de muitas coisas para minha idade, enfim tudo tem dois lados, quando tiver 30 anos vou ter 2 filhos grandes...

Aline disse...

Tive meu filho aos exatos 20 anos. Fui uma mãezona e sou até hoje, nunca havia sentido um amor tão forte que chega doer. Hoje ele tem 7 e eu 27, brincamos juntos na rua, no shopping, as pessoas me acham uma criança e pensam que ele é meu irmão. Claro que percebo que a cada ano que passa a minha disposição para acompanha-lo fica menor (realmente isso muda muito), sei que uma mãe de 30 não vai brincar tanto como eu brinquei com meu filho. Eu e ele somos amigos e companheiros, ele me dá conselhos, é um parceirão. Amadureci antes que todas as outras meninas da minha idade sem filhos. Sou uma mãe jovem que entende o pensamento e universo do meu filho.

Marta disse...

Olá! Adoro crianças e desde a minha infância sonhava em ser MÃE. Sou filha única, nunca casei e hj aos 37, moro com a minha mãe.
Com o tempo mtas coisas vão mudando dentro de nós... Ao ser mãe, grandes e inevitáveis mudanças ocorrem e ao pensar que tenho que mudar a minha vida por completo (pode ser egoismo da minha parte) e criar um filho nessa altura do campeonato praticamente sozinha (pq a minha mãe já tem quase 76 anos) me deixa numa dúvida cruel. Descobri que tenho endometriose e não sei se de fato posso engravidar. Já pensei mto em adotar pq o AMOR se estabelece com a convivência...
#cheiadedúvidas

Tecnologia do Blogger.

Ser mãe aos 20, 30, 40...

Eu ando pensando muito nisso ultimamente. E cheguei à conclusão que ser mãe é uma das profissões menos valorizadas neste mundo - quem é mãe vai concordar comigo! Filho é bom, filho enriquece a vida da gente, blábláblá...mas filho também dá um trabalho danado então haja energia. E é aí que está a questão. Ter filho aos 20 anos tem suas desvantagens mas também tem suas óbvias vantagens. Assim como ter filho aos 30 ou 40 anos tem suas desvantagens e vantagens. Então embora não se possa falar em idade ideal pra ter filhos, eu certamente recomendaria ter antes dos 35 anos. Por experiência própria e de pessoas ao meu redor.

E antes que comece o xingamento: claro que é muito simples falar assim, claro que nem tudo na vida acontece quando e como a gente planeja (sei muito bem disso). Tem gente que tenta ter filhos durante anos e anos...Então cada caso é um caso e é perigoso criticar as escolhas individuais - principalmente quando a escolha não chega a ser uma escolha, como no caso da infertilidade. Mesmo assim eu ouso dizer que, se uma mulher tiver condições - não somente financeiras mas especialmente emocionais - de ter um filho ANTES dos 35 anos, que o tenha!

E sim, eu fiquei (muito) chocada com a manchete de jornais semana passada em que uma inglesa acabou de ter seu primeiro bebê aos 66 anos! Ela é uma bem-sucedida executiva que passou os últimos 20 anos fazendo tratamentos de infertilidade. Ou seja, seja lá porque cargas d´água, lá pelos 45 anos decidiu que queria ter um filho...A verdade nua e crua é que muitas mulheres não se dão conta de que nem sempre cabe a elas escolher quando querem ter um bebê...elas pensam que podem construir calmamente suas carreiras, viajar muito pelo mundo afora (o que eu recomendo porque viajar é bom demais e com filho pequeno fica bem mais complicado) e lá pelos 38, 40 começam a pensar em ter filhos. Só que aí pode ser tarde demais...Vejo isso muito aqui na Holanda, onde é comum as mulheres terem o primeiro filho depois dos 35 anos.

Eu tenho uma grande amiga que nunca quis ter filhos, ela engravidou prestes a completar 41 anos. Esta gravidez (ou o relógio biológico) mexeu tanto com ela que ela decidiu ter o filho, apesar de nunca ter gostado de crianças nem sonhado em ser mãe. São dessas ironias da vida. Hoje ela tem 42 anos, o bebê acabou de completar um ano e ela sofre de cansaço crônico (apesar de ser apaixonada pela cria). Cansaço comum a todas as mães nos primeiros meses, em maior ou menor grau. Eu só sei que tive meu filho aos 34 anos e passei o primeiro ano igual a um zumbi. É claro que a condição física da mãe (assim como a relação do casal) conta muito nessas horas...mas quanto mais avançada a idade, maior o cansaço.

Eu sinceramente não daria conta, mal dou conta de um fim-de-semana agitado com meu menino de 9 anos. Claro que acabei de ser operada, então a minha condição física nunca esteve pior...Mas não posso nem sequer imaginar as noites em claro a essas alturas do campeonato. Been there, done that!

9 comentários:

Coisa de Ta disse...

Estou com 32 e o assunto já começa a preocuparme.
Quero logo! ;)

Bjus

Anônimo disse...

tive meu filho aos 25 anos, passei um ano zumbi, pq ele chorava todas as noites sem parar emagreci 17 kilos em um mes, virei um esqueleto, jurei pra mim mesma que nunca mais iria ter outro filho, hj aos 33 recem feitos, depois de 7 anos, esqueci tudo, tem um bb de 2 meses na minha barriga de novo..rsrsrrsrs pois eh depois de 7 anos eu esqueci de tudo , tanto que estou esperando outro ...mas tudo em nome da maternidade!bjsss

paper crafts disse...

ue Beth saiu anonimo acimamas sou eu..srrsrsrs bjs

Luciana disse...

Vou fazer 35 daqui a dois meses e o instinto materno ainda passa loonge...

iaiá disse...

Moça,

é o primeiro post seu que estou lendo. amei a visita ao meu blog, vc foi a primeira pessoa que o vasculhou de cabo a rabo! rs
mas penso como vc. tive por acidente meu primeiro filho aos 24, ñ que eu não me cuidasse, mas tudo deu errado ao mesmo tempo e pá! e bem, não me arrependo, tb foi barra por todos os motivos óbvios, mas tinah mais energia, porém menos maturidade. acho os 28-30 uma idade ótima. mas o destino às vezes resolve por nós, não? bj

Luciene disse...

Olá, meu nome é Luciene e gostei muito do seu blog. Tenho 24 anos e o instinto materno está sobre mim (talvez seja uma fase..rsrs), mas estou com vontade de ser mamãe tbm. Bem, estou indo a Amsterdam semana q vem, se vc tiver alguma dica.

Forte abraço

le disse...

pois eh adorei o blog, tenho 22 anos e 2 filhos o gabi e o jorge , foi um susto pra mim quando descobri minha segunda gravidez, mas fui forte até o fim, um tem 2 anos e o outro 5 messes, trabalho, faso academia e sou mãe... acho que a idade ajuda no pique, mas tamben me privo de muitas coisas para minha idade, enfim tudo tem dois lados, quando tiver 30 anos vou ter 2 filhos grandes...

Aline disse...

Tive meu filho aos exatos 20 anos. Fui uma mãezona e sou até hoje, nunca havia sentido um amor tão forte que chega doer. Hoje ele tem 7 e eu 27, brincamos juntos na rua, no shopping, as pessoas me acham uma criança e pensam que ele é meu irmão. Claro que percebo que a cada ano que passa a minha disposição para acompanha-lo fica menor (realmente isso muda muito), sei que uma mãe de 30 não vai brincar tanto como eu brinquei com meu filho. Eu e ele somos amigos e companheiros, ele me dá conselhos, é um parceirão. Amadureci antes que todas as outras meninas da minha idade sem filhos. Sou uma mãe jovem que entende o pensamento e universo do meu filho.

Marta disse...

Olá! Adoro crianças e desde a minha infância sonhava em ser MÃE. Sou filha única, nunca casei e hj aos 37, moro com a minha mãe.
Com o tempo mtas coisas vão mudando dentro de nós... Ao ser mãe, grandes e inevitáveis mudanças ocorrem e ao pensar que tenho que mudar a minha vida por completo (pode ser egoismo da minha parte) e criar um filho nessa altura do campeonato praticamente sozinha (pq a minha mãe já tem quase 76 anos) me deixa numa dúvida cruel. Descobri que tenho endometriose e não sei se de fato posso engravidar. Já pensei mto em adotar pq o AMOR se estabelece com a convivência...
#cheiadedúvidas