domingo, abril 15, 2012

De volta à estaca zero




A vida tem dessas coisas. A gente dá voltas e mais voltas e acaba voltando à estaca zero. Comecei há cinco anos uma relação que agora está chegando ao fim. Eu decidi que em alguns casos, é melhor ficar sozinha mesmo. Acho que cada um sabe o que necessita nesta vida e eu sei que assusto muita gente (muita gente mesmo) quando digo que às vezes o que mais preciso é ficar sozinha.

As pessoas simplesmente não entendem como uma pessoa "normal" pode querer buscar conscientemente a solidão. Todo mundo morre de medo de ficar sozinho. Todo mundo morre de medo de encarar seus próprios monstros. E sai correndo em busca de companhia.

Pois eu encaro há anos meus monstros, faz parte de quem sou. E não entendo como as pessoas conseguem ficar em situações que não as fazem mais felizes. Passei por isso uma vez no meu casamento, solidão a dois é a pior solidão do mundo. Embora a situação atual seja diferente, a verdade é que pra mim alguns fatores são essenciais numa relação. E quando eles deixam de existir, a relação tem poucas chances de dar certo.

Não, não existe relação perfeita. Mas quando uma relação gera mais frustrações do que alegrias (e nem estou falando em brigas, o que de certa forma é até saudável porque mostra que as pessoas ainda se importam), é hora de parar pra pensar. Eu não sei empurrar com a barriga, ainda mais numa situação como esta: não somos casados nem moramos juntos, não dividimos as contas nem temos um filho pra criar juntos (embora ele tenha criado um vínculo com o Liam, e essa é a parte mais triste da estória). Verdade seja dita, em tempos de crise, F. tem sido meu apoio financeiro e agora a situação vai ficar apertada (nada de sushis e saídas a restaurantes, agora eu finalmente vou emagrecer, rsrsrs). Mas dinheiro é bom mas não é tudo.

Quando somos casados e com filhos pequenos, separar é muito mais complicado. Muitas vezes, não dá mesmo pra decidir ficar sozinho e pular fora! É preciso tempo, é preciso planejamento, um certo preparo emocional...passei por isso antes do divórcio. E sobrevivemos muito bem, eu e meu ex-marido somos amigos (na medida do possível) e meu filho está bem.

Posso estar errada na minha atitude, tem gente que diz que sou "jovem demais" pra querer ficar sozinha mas sabem de uma coisa? Esta sou eu e este é o meu momento. De volta à estaca zero, agora com mais bagagem.

Vou cuidar de mim mesma, fazer uma faxina emocional, dar atenção a alguns aspectos que foram negligenciados e recarregar as minhas baterias antes de começar de novo. Não tenho a menor pressa, eu me diverto muito com a minha própria companhia! Fica dado o recado.

8 comentários:

Glenda Di Muro disse...

Beth, você tem razão em tudo o que disse, principalmente quando fala que as pessoas tem medo da solidão... Antes mal acompanhada do que só. Sim, realmente é preciso muita coragem para mudar, para dizer chega e para ficar só. Nem todo mundo tem, a maioria não tem, e por isso critica, por não ter a atitude de fazer o mesmo quando não estão felizes. Boa sorte na sua nova vida, dias felizes é o que importa. Bjs.

Maria Valéria disse...

Vc tem todo o meu apoio em qualquer decisão que tomar com relação a isso.se quiser terminar, ficar só, reatar depois de um tempo, , etc.quem sao as pessoas pra julgarem?
Passo por uma situação de decisão em relação a vida amorosa também, e sempre me pergunto se tomei a decisão correta( contei em off a voce no face).ja teve gente que veio me criticar e dizer que nao me apóia. Quer coisa mais triste que isso???acho que amigo tem que estar com vc pro que der e vier, sabe.... Mas isso já e outra história.
Já nao e fácil tomar uma decisão ,afinal se vc decidiu certo ou errado só o tempo dirá, e nunca a reposta vem de imediato.acredito que seguir o coração e o que vale,e que as pessoas que dizem que falam ' pro seu bem' porque estão olhando' de fora' sao as que menos podem palpitar a respeito.
Aproveite pra se cuidar mais, entrar em algum projeto que sempre adiou, experimentar alguma coisa nova,mudar algo em sua aparência se tiver vontade ( em geral namorados nao gostam que a gente mexa em um fio de cabelo sem os consultar,,, rsrsrs)
A vida nao e feita só de relacionamentos amorosos,( sim, também aprendi isso na marra)e o amor que vc tem por si mesma e o primeiro passo para ser feliz, o resto e consequência,
Conte comigo!!!a vida e feita de ciclos e as vezes precisamos fechar alguns pra entrar em outrosque nao trarão mais retorno,
Mas nao jogue fora tudo o que vc teve na relação com o F. , guarde com carinho as coisas boas( porque sei que houve muitas), e bola pra frente-:)
Beijos

Mateus Medina disse...

As pessoas têm que ficar da maneira que ficam bem.

Desde que você esteja bem com essa decisão, é isso que importa.

Além do mais, não é uma escolha definitiva. Nesse sentido acho que poucas vezes é. E mesmo que seja, o que interessa, mais uma vez, é estar bem com as próprias escolhas =)

bjocas

Bebete Indarte disse...

Eu nem acho que seja estaca zero, acabou o relacionamento e você com certeza aprendeu e muito. Deixa pra lá esses sushis, esse cara, pense em você. Esqueça (ou tente) esquecer "os outros", pense em você que está precisando de você nesse momento. A pior coisa é mendigar amor, é mendigar atenção, é querer que o outro olhe a gente com admiração enquanto que ele nem está aí, e os "outros' acostumam com a gente, e não nos dão o devido valor. Solidão acompanhado é a pior solidão do MUNDO, a mais dolorosa. Curta também um certo luto, afinal 5 anos são 5 anos, não dá pra sair fazendo carnaval, é preciso ir aos poucos, com cautela, e logo logo estarás curtindo cada vez mais sua companhia e bem mais feliz que agora. Peguei pesado no FB, mas acho que vc se comunica muito melhor aqui do que lá.

Anônimo disse...

Te acompanho, vejo a sua luta, pego as suas dicas de leitura (adoro!)e amo ficar sozinha tb.
Estou num casamento com um alemao q depois de 2 anos vejo que nao tem nada em comum comigo, tou sofrendo, tenho um filho, que nao é filho dele,que ele ve como um empecilho ao nosso dia-a-dia.
Tou tomando coragem para sair fora, mas meu filho gosta muito dele, e tenho que pesar muuuito os prós e contras.
Boa sorte, vc nao está, nem estará sozinha de verdade, cativou pessoas aqui nesse mundinho virtual.

boa sorte

Bom recomeco
bjus

Marcia

Milena F. disse...

Realmente melhor terminar uma relação que não estava mais sendo o que queríamos do que ficar simplesmente por medo da solidão.

Mas por outro lado sempre penso nas relações atuais, efemeras, que terminam na primeira dificuldade (não estou falando do seu caso, falo de forma geral). Eh tão fácil lidar com as pessoas como se fossem descartáveis, "cansei, jogo fora, pego uma nova".
Problemas sempre existirão, nenhuma relação é perfeita. mas é complicado estabeler o limite entre uma relação saudável com seus probleminhas do dia a dia e uma relação que não aporta mais nada (pois uma relação patológica geralmente é mais fácil de diagnosticar).
Força e boa sorte nessa nova etapa!

Eliana disse...

A vida é feita de ciclos. Melhor respeitar a durabilidade deles...se vc realizou mesmo que tem que seguir outro caminho, é ir em frente. Ficar sozinha não é sinômino ruim e sim de independência, determinação. Seja feliz sempre!

kalina morena disse...

muito bacana sua reflexao as mudancas e em como voce ve o termino dessa relacao.
eu tenho uma dificuldade enorme de dar adeus, de por fim nas tarefas e nas relacoes; mas acho que mais nas tarefas.
abraco grande e tudo de bom. ficar na sua companhia eh uma beleza.

Tecnologia do Blogger.

De volta à estaca zero




A vida tem dessas coisas. A gente dá voltas e mais voltas e acaba voltando à estaca zero. Comecei há cinco anos uma relação que agora está chegando ao fim. Eu decidi que em alguns casos, é melhor ficar sozinha mesmo. Acho que cada um sabe o que necessita nesta vida e eu sei que assusto muita gente (muita gente mesmo) quando digo que às vezes o que mais preciso é ficar sozinha.

As pessoas simplesmente não entendem como uma pessoa "normal" pode querer buscar conscientemente a solidão. Todo mundo morre de medo de ficar sozinho. Todo mundo morre de medo de encarar seus próprios monstros. E sai correndo em busca de companhia.

Pois eu encaro há anos meus monstros, faz parte de quem sou. E não entendo como as pessoas conseguem ficar em situações que não as fazem mais felizes. Passei por isso uma vez no meu casamento, solidão a dois é a pior solidão do mundo. Embora a situação atual seja diferente, a verdade é que pra mim alguns fatores são essenciais numa relação. E quando eles deixam de existir, a relação tem poucas chances de dar certo.

Não, não existe relação perfeita. Mas quando uma relação gera mais frustrações do que alegrias (e nem estou falando em brigas, o que de certa forma é até saudável porque mostra que as pessoas ainda se importam), é hora de parar pra pensar. Eu não sei empurrar com a barriga, ainda mais numa situação como esta: não somos casados nem moramos juntos, não dividimos as contas nem temos um filho pra criar juntos (embora ele tenha criado um vínculo com o Liam, e essa é a parte mais triste da estória). Verdade seja dita, em tempos de crise, F. tem sido meu apoio financeiro e agora a situação vai ficar apertada (nada de sushis e saídas a restaurantes, agora eu finalmente vou emagrecer, rsrsrs). Mas dinheiro é bom mas não é tudo.

Quando somos casados e com filhos pequenos, separar é muito mais complicado. Muitas vezes, não dá mesmo pra decidir ficar sozinho e pular fora! É preciso tempo, é preciso planejamento, um certo preparo emocional...passei por isso antes do divórcio. E sobrevivemos muito bem, eu e meu ex-marido somos amigos (na medida do possível) e meu filho está bem.

Posso estar errada na minha atitude, tem gente que diz que sou "jovem demais" pra querer ficar sozinha mas sabem de uma coisa? Esta sou eu e este é o meu momento. De volta à estaca zero, agora com mais bagagem.

Vou cuidar de mim mesma, fazer uma faxina emocional, dar atenção a alguns aspectos que foram negligenciados e recarregar as minhas baterias antes de começar de novo. Não tenho a menor pressa, eu me diverto muito com a minha própria companhia! Fica dado o recado.

8 comentários:

Glenda Di Muro disse...

Beth, você tem razão em tudo o que disse, principalmente quando fala que as pessoas tem medo da solidão... Antes mal acompanhada do que só. Sim, realmente é preciso muita coragem para mudar, para dizer chega e para ficar só. Nem todo mundo tem, a maioria não tem, e por isso critica, por não ter a atitude de fazer o mesmo quando não estão felizes. Boa sorte na sua nova vida, dias felizes é o que importa. Bjs.

Maria Valéria disse...

Vc tem todo o meu apoio em qualquer decisão que tomar com relação a isso.se quiser terminar, ficar só, reatar depois de um tempo, , etc.quem sao as pessoas pra julgarem?
Passo por uma situação de decisão em relação a vida amorosa também, e sempre me pergunto se tomei a decisão correta( contei em off a voce no face).ja teve gente que veio me criticar e dizer que nao me apóia. Quer coisa mais triste que isso???acho que amigo tem que estar com vc pro que der e vier, sabe.... Mas isso já e outra história.
Já nao e fácil tomar uma decisão ,afinal se vc decidiu certo ou errado só o tempo dirá, e nunca a reposta vem de imediato.acredito que seguir o coração e o que vale,e que as pessoas que dizem que falam ' pro seu bem' porque estão olhando' de fora' sao as que menos podem palpitar a respeito.
Aproveite pra se cuidar mais, entrar em algum projeto que sempre adiou, experimentar alguma coisa nova,mudar algo em sua aparência se tiver vontade ( em geral namorados nao gostam que a gente mexa em um fio de cabelo sem os consultar,,, rsrsrs)
A vida nao e feita só de relacionamentos amorosos,( sim, também aprendi isso na marra)e o amor que vc tem por si mesma e o primeiro passo para ser feliz, o resto e consequência,
Conte comigo!!!a vida e feita de ciclos e as vezes precisamos fechar alguns pra entrar em outrosque nao trarão mais retorno,
Mas nao jogue fora tudo o que vc teve na relação com o F. , guarde com carinho as coisas boas( porque sei que houve muitas), e bola pra frente-:)
Beijos

Mateus Medina disse...

As pessoas têm que ficar da maneira que ficam bem.

Desde que você esteja bem com essa decisão, é isso que importa.

Além do mais, não é uma escolha definitiva. Nesse sentido acho que poucas vezes é. E mesmo que seja, o que interessa, mais uma vez, é estar bem com as próprias escolhas =)

bjocas

Bebete Indarte disse...

Eu nem acho que seja estaca zero, acabou o relacionamento e você com certeza aprendeu e muito. Deixa pra lá esses sushis, esse cara, pense em você. Esqueça (ou tente) esquecer "os outros", pense em você que está precisando de você nesse momento. A pior coisa é mendigar amor, é mendigar atenção, é querer que o outro olhe a gente com admiração enquanto que ele nem está aí, e os "outros' acostumam com a gente, e não nos dão o devido valor. Solidão acompanhado é a pior solidão do MUNDO, a mais dolorosa. Curta também um certo luto, afinal 5 anos são 5 anos, não dá pra sair fazendo carnaval, é preciso ir aos poucos, com cautela, e logo logo estarás curtindo cada vez mais sua companhia e bem mais feliz que agora. Peguei pesado no FB, mas acho que vc se comunica muito melhor aqui do que lá.

Anônimo disse...

Te acompanho, vejo a sua luta, pego as suas dicas de leitura (adoro!)e amo ficar sozinha tb.
Estou num casamento com um alemao q depois de 2 anos vejo que nao tem nada em comum comigo, tou sofrendo, tenho um filho, que nao é filho dele,que ele ve como um empecilho ao nosso dia-a-dia.
Tou tomando coragem para sair fora, mas meu filho gosta muito dele, e tenho que pesar muuuito os prós e contras.
Boa sorte, vc nao está, nem estará sozinha de verdade, cativou pessoas aqui nesse mundinho virtual.

boa sorte

Bom recomeco
bjus

Marcia

Milena F. disse...

Realmente melhor terminar uma relação que não estava mais sendo o que queríamos do que ficar simplesmente por medo da solidão.

Mas por outro lado sempre penso nas relações atuais, efemeras, que terminam na primeira dificuldade (não estou falando do seu caso, falo de forma geral). Eh tão fácil lidar com as pessoas como se fossem descartáveis, "cansei, jogo fora, pego uma nova".
Problemas sempre existirão, nenhuma relação é perfeita. mas é complicado estabeler o limite entre uma relação saudável com seus probleminhas do dia a dia e uma relação que não aporta mais nada (pois uma relação patológica geralmente é mais fácil de diagnosticar).
Força e boa sorte nessa nova etapa!

Eliana disse...

A vida é feita de ciclos. Melhor respeitar a durabilidade deles...se vc realizou mesmo que tem que seguir outro caminho, é ir em frente. Ficar sozinha não é sinômino ruim e sim de independência, determinação. Seja feliz sempre!

kalina morena disse...

muito bacana sua reflexao as mudancas e em como voce ve o termino dessa relacao.
eu tenho uma dificuldade enorme de dar adeus, de por fim nas tarefas e nas relacoes; mas acho que mais nas tarefas.
abraco grande e tudo de bom. ficar na sua companhia eh uma beleza.