quinta-feira, junho 14, 2012

E a amizade, hein?



Esta foi uma semana muito conturbada para mim mas já estou me recuperando porque como diz o velho e sábio ditado: há males que vem para o bem. E se me permitem mais um clichê: o que não me mata me fortalece.

Clichês à parte, esta semana perdi dois "amigos". Não eram só amigos de Facebook não, eram amigos que conhecia há anos e que pensei que me conhecessem...Enfim, aprendi uma lição que na verdade, eu já sabia. Amigo de verdade a gente nunca perde. Quando perde, é porque não era amigo. Porque amigo de verdade não classifica a gente apenas como sendo isso ou aquilo mas nos conhece como um todo. Quando o amigo insiste em só ver um lado seu, algo está muito errado. Então quando o tal amigo insiste que você é negativa (e nem se dá ao trabalho de ler a sua timeline no Facebook onde você fala de livros, filmes, política, economia, blogs, assuntos criativos, etc etc etc...a lista é infinita) e só consegue ver isso e não a pessoa inteira...tem algo MUITO errado. Porque eu mesma sou a primeira a admitir, sou negativa sim (eu não nasci com genes "bons" e felicidade pra mim é aprendizado de vida inteira, desculpem aí). E tenho passado poucas e boas nesta vida (pimenta nos olhos dos outros é refresco, hoje estou cheia de clichês).

Mas também sou:  comunicativa, inteligente, sociável (com quem me trata bem), antenada, criativa, honesta, sincera, autêntica...Sacaram?!! Tenho meus momentos bons e meus momentos ruins. Agora convenhamos, quando tudo que o outro vê é negatividade, eu acho que a amizade já está muito desgastada...Porque eu sou muito mais do que isso viu gente? E amigo que é amigo mesmo não apenas conhece como aceita nossos defeitos e nossas qualidades. Ninguém é perfeito, né?

E não, eu não acho que amigo é alguém que só coloca a mão na sua cabeça (como os dois que se foram disseram pra mim, eles que nem sequer conhecem meus outros amigos). Amigo dá bronca também! Agora convenhamos, amigo que só dá bronca, que só vê defeitos em você e nas suas atitudes, amizade que minimiza a sua dor e diz na cara que você só faz drama (e ainda te chama de drama queen)...peraí né? Ninguém precisa de um amigo destes. E assim você descobre que aquele amigo que você tanto admirava nem gosta tanto assim de você! Uma troca de palavras, ressentimentos e decepção. Felizmente a tristeza passa, mas a decepção...não sei dizer ainda. Mas que a gente aprende, aprende.

Moral da estória: amizade verdadeira é a coisa mais difícil de se encontrar nos tempos de hoje. Hoje em dia as amizades estão cada vez mais descartáveis. Não gostou, joga fora. Falou bobagem, unfriend. As easy as that. Acredito até que o conceito de amizade mudou com o passar dos anos e com o surgimento das redes virtuais. Hoje em dia você é amigo de todo mundo e não é amigo de ninguém.

Mas felizmente nem tudo é tristeza (eu sei ser positiva também), tenho amigos de longa data. Amigos de mais de vinte anos, alguns quase trinta! Amigos que me conhecem, me aceitam e pra quem não preciso constantemente me explicar ou pior ainda, me desculpar por ser quem sou.

No final das contas, um amigo é alguém que gosta de você. E não tem tesouro maior neste mundo em que vivemos do que um amigo verdadeiro. Coisa rara nesses dias.

8 comentários:

Eliana disse...

Penso como você. A gente passa por poucas e boas e por que não pode falar? Incomoda, né? O povo quer pessoas bem sucedidas, de bem com a vida 100%, 7/24h hahahaha Como nos comerciais de margarina hahaha de perfume...ahhh quem dera. A realidade é outra e são poucas as pessoas que estão de fato maduras pra amizades com prós e contras...sim amigo briga, beija, ama, odeia mas o código de amizade se sobrepõe porque existe respeito, reconhecimento, solidariedade, companheirismo, compaixão...mas os egos, hoje em dia, estão tão em alta que não conseguem mais dar espaço ao outro. Amigos se cuidam e se guardam. E é preciso até coragem pra abrir mão de "amizades", quando deixam de ter real significado. Pena, pode ser, porque podia ser diferente, mas se não o é....fazer o quê? Deixar ir.

kalina morena disse...

Beth,
vou dizer de novo: adoro o nome do seu blog. que inspiracao!

nao peca desculpa por nao ser felicidade ambulante, quem o eh?
procure uma leveza ai nesse momento. sera que esse povo nao ta num momento dificil? mas entendo voce.

eu tenho pensado sobre amigos e amizades e no que se espera receber e dar nas relacoes. no momento uma certeza meio desesperadora ta comigo: ninguem tem tempo para o outro, disponibilidade mesmo, amigo amigo, pra se juntar e conversar besteira e depois ir na cozinha procurar uma coisa pra cozinhar e comer, simples, se dando verdadeiramente. sinto tanta falta disso.

mas pode ser isso um mal entendido da minha parte sobre o que eh amizade. sei nao, mas meu coracao pede mais.
abraco pra voce.

Anônimo disse...

Olá, compartilho do mesmo sentimento que voce sobre a amizade. Está tão dificil hoje em dia encontrar amigos de verdade.. Especialmente amigos que ficaram no Brasil...

Pri S. disse...

Sinceramente? Eu tenho evitado dar oportunidades pros outros me encherem o saco. Muitas pessoas não suportam lidar com o fato de que a vida não funciona como os livros de autoajuda propagam e que tristeza e frustração fazem parte da vida sim.

Talvez vc precise se perguntar se vale a pena dar a cara à tapa para tantas pessoas. Conhece a expressão "Não jogas pérolas aos porcos"? Por aí.

Valorize quem te valoriza. ;-)

Beth Blue disse...

Pois é, Pri....não é nada fácil ser a gente mesmo hoje em dia. E em tempos de redes sociais então nem se fala, né?

Eu tenho procurado me poupar e guardar a energia para as coisas e pessoas que realmente importam mas sabe como é...as vezes perco a chance de ficar calada, rsrsrsrs.

A tal discussão foi, digamos assim, em off mas o desgasto foi bem grande. Em outras palavras, mais uma licão aprendida. Um dia eu chego lá!

Angela disse...

Beth, o que tenho percebido nos últimos tempos, com o surgimento das redes sociais, que é proibido falar de tristezas. É como se a vida fosse perfeita. Uma amiga se assusto quando disse que se fosse formalizar o meu casamento chamaria 4 amigos. Ela perguntou: "Só esses?" Amigo, amigo mesmo são só 4. Lógico que esse número pode aumentar, mas faço a escolha a dedo, porque gosto de pessoas feitas de carne e osso que não vivem só de aparência.
Você tem o direito de viver da forma que achar melhor. E tenha a certeza ninguém é feliz o tempo todo. Beijos!

Paty Michele disse...

Olá Beth
cheguei até aqui pelo blog da Pri, estava lendo os posts Top 5, mas esse texto/desabafo chamou minha atenção.
Gostei do seu blog, vou aparecer mais vezes.

Um abraço, e não deixa essa situação detonar seu astral, como vc mesma disse: quem precisa de amigos que só te colocam pra baixo?

Anônimo disse...

É muito difícil estar do lado de uma pessoa q sempre enxerga td negativamente, q acha q td pra ela é mais complicado q está sempre triste e tem algo pra reclamar o tempo todo. Vc fica tentando mostrar as coisa de uma outra forma o outro lado e ela parece q esta fechada pra isso. Muitas vezes me sinto esgotada sinto q minhas energias são sugada nesta amizade. E isso não quer dizer q não gosto dela só não consigo mais ter a disposição de antes, pensava q era uma fase q ia passar mais isso parece q é eterno afinal é o jeito dela. Tenho me sentido muito culpada pois eu sei q estou me afastando dia a dia, só q tenho sentido mais em paz. Cansei de dar conselhos e compreender todas as suas aflições pq elas nunca mudam. Tente as vezes enxergar o outro lado as pessoas não vão embora sem motivo na maiorias das vezes. Posso dizer q estou muito chateada com o fim dessa amizade q está bem desgastada e isso não implica dizer q ela não foi verdadeira.

Tecnologia do Blogger.

E a amizade, hein?



Esta foi uma semana muito conturbada para mim mas já estou me recuperando porque como diz o velho e sábio ditado: há males que vem para o bem. E se me permitem mais um clichê: o que não me mata me fortalece.

Clichês à parte, esta semana perdi dois "amigos". Não eram só amigos de Facebook não, eram amigos que conhecia há anos e que pensei que me conhecessem...Enfim, aprendi uma lição que na verdade, eu já sabia. Amigo de verdade a gente nunca perde. Quando perde, é porque não era amigo. Porque amigo de verdade não classifica a gente apenas como sendo isso ou aquilo mas nos conhece como um todo. Quando o amigo insiste em só ver um lado seu, algo está muito errado. Então quando o tal amigo insiste que você é negativa (e nem se dá ao trabalho de ler a sua timeline no Facebook onde você fala de livros, filmes, política, economia, blogs, assuntos criativos, etc etc etc...a lista é infinita) e só consegue ver isso e não a pessoa inteira...tem algo MUITO errado. Porque eu mesma sou a primeira a admitir, sou negativa sim (eu não nasci com genes "bons" e felicidade pra mim é aprendizado de vida inteira, desculpem aí). E tenho passado poucas e boas nesta vida (pimenta nos olhos dos outros é refresco, hoje estou cheia de clichês).

Mas também sou:  comunicativa, inteligente, sociável (com quem me trata bem), antenada, criativa, honesta, sincera, autêntica...Sacaram?!! Tenho meus momentos bons e meus momentos ruins. Agora convenhamos, quando tudo que o outro vê é negatividade, eu acho que a amizade já está muito desgastada...Porque eu sou muito mais do que isso viu gente? E amigo que é amigo mesmo não apenas conhece como aceita nossos defeitos e nossas qualidades. Ninguém é perfeito, né?

E não, eu não acho que amigo é alguém que só coloca a mão na sua cabeça (como os dois que se foram disseram pra mim, eles que nem sequer conhecem meus outros amigos). Amigo dá bronca também! Agora convenhamos, amigo que só dá bronca, que só vê defeitos em você e nas suas atitudes, amizade que minimiza a sua dor e diz na cara que você só faz drama (e ainda te chama de drama queen)...peraí né? Ninguém precisa de um amigo destes. E assim você descobre que aquele amigo que você tanto admirava nem gosta tanto assim de você! Uma troca de palavras, ressentimentos e decepção. Felizmente a tristeza passa, mas a decepção...não sei dizer ainda. Mas que a gente aprende, aprende.

Moral da estória: amizade verdadeira é a coisa mais difícil de se encontrar nos tempos de hoje. Hoje em dia as amizades estão cada vez mais descartáveis. Não gostou, joga fora. Falou bobagem, unfriend. As easy as that. Acredito até que o conceito de amizade mudou com o passar dos anos e com o surgimento das redes virtuais. Hoje em dia você é amigo de todo mundo e não é amigo de ninguém.

Mas felizmente nem tudo é tristeza (eu sei ser positiva também), tenho amigos de longa data. Amigos de mais de vinte anos, alguns quase trinta! Amigos que me conhecem, me aceitam e pra quem não preciso constantemente me explicar ou pior ainda, me desculpar por ser quem sou.

No final das contas, um amigo é alguém que gosta de você. E não tem tesouro maior neste mundo em que vivemos do que um amigo verdadeiro. Coisa rara nesses dias.

8 comentários:

Eliana disse...

Penso como você. A gente passa por poucas e boas e por que não pode falar? Incomoda, né? O povo quer pessoas bem sucedidas, de bem com a vida 100%, 7/24h hahahaha Como nos comerciais de margarina hahaha de perfume...ahhh quem dera. A realidade é outra e são poucas as pessoas que estão de fato maduras pra amizades com prós e contras...sim amigo briga, beija, ama, odeia mas o código de amizade se sobrepõe porque existe respeito, reconhecimento, solidariedade, companheirismo, compaixão...mas os egos, hoje em dia, estão tão em alta que não conseguem mais dar espaço ao outro. Amigos se cuidam e se guardam. E é preciso até coragem pra abrir mão de "amizades", quando deixam de ter real significado. Pena, pode ser, porque podia ser diferente, mas se não o é....fazer o quê? Deixar ir.

kalina morena disse...

Beth,
vou dizer de novo: adoro o nome do seu blog. que inspiracao!

nao peca desculpa por nao ser felicidade ambulante, quem o eh?
procure uma leveza ai nesse momento. sera que esse povo nao ta num momento dificil? mas entendo voce.

eu tenho pensado sobre amigos e amizades e no que se espera receber e dar nas relacoes. no momento uma certeza meio desesperadora ta comigo: ninguem tem tempo para o outro, disponibilidade mesmo, amigo amigo, pra se juntar e conversar besteira e depois ir na cozinha procurar uma coisa pra cozinhar e comer, simples, se dando verdadeiramente. sinto tanta falta disso.

mas pode ser isso um mal entendido da minha parte sobre o que eh amizade. sei nao, mas meu coracao pede mais.
abraco pra voce.

Anônimo disse...

Olá, compartilho do mesmo sentimento que voce sobre a amizade. Está tão dificil hoje em dia encontrar amigos de verdade.. Especialmente amigos que ficaram no Brasil...

Pri S. disse...

Sinceramente? Eu tenho evitado dar oportunidades pros outros me encherem o saco. Muitas pessoas não suportam lidar com o fato de que a vida não funciona como os livros de autoajuda propagam e que tristeza e frustração fazem parte da vida sim.

Talvez vc precise se perguntar se vale a pena dar a cara à tapa para tantas pessoas. Conhece a expressão "Não jogas pérolas aos porcos"? Por aí.

Valorize quem te valoriza. ;-)

Beth Blue disse...

Pois é, Pri....não é nada fácil ser a gente mesmo hoje em dia. E em tempos de redes sociais então nem se fala, né?

Eu tenho procurado me poupar e guardar a energia para as coisas e pessoas que realmente importam mas sabe como é...as vezes perco a chance de ficar calada, rsrsrsrs.

A tal discussão foi, digamos assim, em off mas o desgasto foi bem grande. Em outras palavras, mais uma licão aprendida. Um dia eu chego lá!

Angela disse...

Beth, o que tenho percebido nos últimos tempos, com o surgimento das redes sociais, que é proibido falar de tristezas. É como se a vida fosse perfeita. Uma amiga se assusto quando disse que se fosse formalizar o meu casamento chamaria 4 amigos. Ela perguntou: "Só esses?" Amigo, amigo mesmo são só 4. Lógico que esse número pode aumentar, mas faço a escolha a dedo, porque gosto de pessoas feitas de carne e osso que não vivem só de aparência.
Você tem o direito de viver da forma que achar melhor. E tenha a certeza ninguém é feliz o tempo todo. Beijos!

Paty Michele disse...

Olá Beth
cheguei até aqui pelo blog da Pri, estava lendo os posts Top 5, mas esse texto/desabafo chamou minha atenção.
Gostei do seu blog, vou aparecer mais vezes.

Um abraço, e não deixa essa situação detonar seu astral, como vc mesma disse: quem precisa de amigos que só te colocam pra baixo?

Anônimo disse...

É muito difícil estar do lado de uma pessoa q sempre enxerga td negativamente, q acha q td pra ela é mais complicado q está sempre triste e tem algo pra reclamar o tempo todo. Vc fica tentando mostrar as coisa de uma outra forma o outro lado e ela parece q esta fechada pra isso. Muitas vezes me sinto esgotada sinto q minhas energias são sugada nesta amizade. E isso não quer dizer q não gosto dela só não consigo mais ter a disposição de antes, pensava q era uma fase q ia passar mais isso parece q é eterno afinal é o jeito dela. Tenho me sentido muito culpada pois eu sei q estou me afastando dia a dia, só q tenho sentido mais em paz. Cansei de dar conselhos e compreender todas as suas aflições pq elas nunca mudam. Tente as vezes enxergar o outro lado as pessoas não vão embora sem motivo na maiorias das vezes. Posso dizer q estou muito chateada com o fim dessa amizade q está bem desgastada e isso não implica dizer q ela não foi verdadeira.