domingo, fevereiro 17, 2008

3 x Julie Delpy


Neste fim-de-semana, eu e F. aproveitamos o clima de dia dos namorados (aqui na Holanda se comemora o Dia dos Namorados em 14 de fevereiro, como nos EUA) pra rever dois de nossos filmes favoritos: Before Sunrise (1995) e Before Sunset (2004). Dois cult movies imperdíveis com Julie Delpy e Ethan Hawke nos papéis principais. Duas pequenas grandes obras sobre o amor - acima de tudo, o amor platônico. Aquele amor que não chega a se concretizar e que por isso passamos a idealizar e a imaginar o que teria sido se...No primeiro filme, um jovem americano e uma francesa se conhecem durante uma viagem de trem e depois de uma conversa decidem passar algumas horas memoráveis em Viena. Muitas conversas e revelações depois, ambos se separam e cada um segue seu caminho. Ela de volta à Paris e ele de volta aos EUA. No segundo filme, ele está de passagem por Paris para o lançamento de seu livro e ela vem procurá-lo na livraria. 9 anos depois daquele encontro em Viena, os dois retomam a conversa como se nunca tivessem se separado. E eu só sei dizer que se esses dois filmes já eram especiais pra mim antes, hoje são mais especiais ainda (motivo pelo qual decidi dá-los de presente de aniversário ao F. dezembro passado). É que foi praticamente o que aconteceu comigo e o F. Em vez de Viena e Paris, Dublin e Amsterdã. Em vez de 9, 13 anos. A gente se conheceu em Dublin em 94 (quando ele era casado), eu vim morar na Holanda e nos vimos rapidamente em 96 (quando ambos estávamos casados). 11 anos depois nos reencontramos por obra do acaso (sincronicidade, destino, serendipity, you name it...) em Amsterdã. Como já comentei aqui no blog antes, nos esbarramos na rua numa sexta-feira à tarde (detalhe: ele nem mora aqui). Desta vez ambos solteiros (como eu, ele também se divorciou depois de 10 anos de casamento), eu com um filho de 7 anos. Falando assim ninguém acredita.

Mas voltando à Julie Delpy do título deste post: hoje fomos ao cinema assistir 2 Days in Paris (2007), filme escrito e dirigido pela atriz francesa e que estava na minha lista há semanas. O filme lembra muito aquelas comédias de Woody Allen no estilo Annie Hall (Noivo Neurótico, Nova Neurótica) e tem algumas cenas de rolar de rir! Os diálogos são ágeis e muito bem escritos, e muitos dos expectadores irão se reconhecer na tela em um ou outro momento do filme. E quem nunca se apaixonou, brigou no meio da rua ou fez cena de ciúme (com ou sem motivo, é claro) que atire a primeira pedra!

3 comentários:

Paloma disse...

Nossa, amo o Before Sunrise e o Before Sunset! Também estão entre os meus preferidos!! Até fiz questão de passear no Sena no "Coucher du soleil" igualzinho a eles... adoro os diálogos e me identifico imensamente com a Celine no segundo filme(fã da Nina Simone, amante de gatos, meio neurótica e frequentadora da Shakeaspeare and Co.!).Amei também a história do seu romance!Beijo!

Eu penso que... disse...

Oi, Beth,
Vim aqui hoje só para ler este post, já que ontem não tive tempo. Foi ver a atriz Julie Delpy na foto e voltei para saber do que se tratava.
Não sabia que vc era fã destes filmes. (Mais uma afinidade entre nós!:)
Como boa romântica que sou, logo me apaixonei por Before Sunrise e depois com a sequência, Before Sunset. Não me canso de assistí-los. Já até decorei alguns diálogos, que são ótimos.

***

Ahh... que linda sua história de amor. Não sabia que havia tantos encontros e desencontros!
Coisa do destino. Serendipity!
Bjks

Anônimo disse...

Não conhecia os dois titulos. Estou agora mesmo baixando, fiquei curiosa.
Obrigada pela dica. Bjs,L

Tecnologia do Blogger.

3 x Julie Delpy


Neste fim-de-semana, eu e F. aproveitamos o clima de dia dos namorados (aqui na Holanda se comemora o Dia dos Namorados em 14 de fevereiro, como nos EUA) pra rever dois de nossos filmes favoritos: Before Sunrise (1995) e Before Sunset (2004). Dois cult movies imperdíveis com Julie Delpy e Ethan Hawke nos papéis principais. Duas pequenas grandes obras sobre o amor - acima de tudo, o amor platônico. Aquele amor que não chega a se concretizar e que por isso passamos a idealizar e a imaginar o que teria sido se...No primeiro filme, um jovem americano e uma francesa se conhecem durante uma viagem de trem e depois de uma conversa decidem passar algumas horas memoráveis em Viena. Muitas conversas e revelações depois, ambos se separam e cada um segue seu caminho. Ela de volta à Paris e ele de volta aos EUA. No segundo filme, ele está de passagem por Paris para o lançamento de seu livro e ela vem procurá-lo na livraria. 9 anos depois daquele encontro em Viena, os dois retomam a conversa como se nunca tivessem se separado. E eu só sei dizer que se esses dois filmes já eram especiais pra mim antes, hoje são mais especiais ainda (motivo pelo qual decidi dá-los de presente de aniversário ao F. dezembro passado). É que foi praticamente o que aconteceu comigo e o F. Em vez de Viena e Paris, Dublin e Amsterdã. Em vez de 9, 13 anos. A gente se conheceu em Dublin em 94 (quando ele era casado), eu vim morar na Holanda e nos vimos rapidamente em 96 (quando ambos estávamos casados). 11 anos depois nos reencontramos por obra do acaso (sincronicidade, destino, serendipity, you name it...) em Amsterdã. Como já comentei aqui no blog antes, nos esbarramos na rua numa sexta-feira à tarde (detalhe: ele nem mora aqui). Desta vez ambos solteiros (como eu, ele também se divorciou depois de 10 anos de casamento), eu com um filho de 7 anos. Falando assim ninguém acredita.

Mas voltando à Julie Delpy do título deste post: hoje fomos ao cinema assistir 2 Days in Paris (2007), filme escrito e dirigido pela atriz francesa e que estava na minha lista há semanas. O filme lembra muito aquelas comédias de Woody Allen no estilo Annie Hall (Noivo Neurótico, Nova Neurótica) e tem algumas cenas de rolar de rir! Os diálogos são ágeis e muito bem escritos, e muitos dos expectadores irão se reconhecer na tela em um ou outro momento do filme. E quem nunca se apaixonou, brigou no meio da rua ou fez cena de ciúme (com ou sem motivo, é claro) que atire a primeira pedra!

3 comentários:

Paloma disse...

Nossa, amo o Before Sunrise e o Before Sunset! Também estão entre os meus preferidos!! Até fiz questão de passear no Sena no "Coucher du soleil" igualzinho a eles... adoro os diálogos e me identifico imensamente com a Celine no segundo filme(fã da Nina Simone, amante de gatos, meio neurótica e frequentadora da Shakeaspeare and Co.!).Amei também a história do seu romance!Beijo!

Eu penso que... disse...

Oi, Beth,
Vim aqui hoje só para ler este post, já que ontem não tive tempo. Foi ver a atriz Julie Delpy na foto e voltei para saber do que se tratava.
Não sabia que vc era fã destes filmes. (Mais uma afinidade entre nós!:)
Como boa romântica que sou, logo me apaixonei por Before Sunrise e depois com a sequência, Before Sunset. Não me canso de assistí-los. Já até decorei alguns diálogos, que são ótimos.

***

Ahh... que linda sua história de amor. Não sabia que havia tantos encontros e desencontros!
Coisa do destino. Serendipity!
Bjks

Anônimo disse...

Não conhecia os dois titulos. Estou agora mesmo baixando, fiquei curiosa.
Obrigada pela dica. Bjs,L