quarta-feira, abril 22, 2009

A recuperação

Depois de duas semanas sem internet, estou de volta! E antes de mais nada, quero dizer que a operação correu bem e estou me recuperando rapidamente. Foram duas noites no hospital, no dia seguinte à operação eu já estava literalmente andando (com dificuldades e com ajuda da fisioterapeuta, claro), tive alta e fui pra casa com o F. A recomendação dos médicos dali pra frente era se movimentar aos poucos, em vez de ficar na cama o tempo todo. Isso porque quanto mais tempo na cama, mais demorada a recuperação. Assim sendo, logo na primeira semana já me levantava várias vezes ao dia pra ir ao banheiro, cozinha, etc. E a partir do quinto dia, tenho saído quase que diariamente na rua (até porque, a primavera chegou e os dias andam irresistíveis). Bem verdade que ando devagar igual uma tartaruga e só vou mesmo no parque aqui perto. Ou no shopping center aqui da esquina porque estou proibida de andar de ônibus, tram ou trem nas primeiras 4 semanas. Obviamente ainda não posso carregar as compras de supermercado então tenho tido a ajuda do F., que vem pra cá todo fim-de-semana.


E por falar em F., confesso que tenho a sorte de ter não apenas a ajuda do namorado como do ex-marido (parece até Dona Flor e seus dois maridos, rsrsrss). O ex além de cuidar do meu filho enquanto me recupero ainda trouxe na primeira semana comida feita em casa! Um banana loaf que é uma perdição e uma das especialidades da cozinha inglesa: quiche - de brocolis, que eu adoro! Uma coisa eu devo dizer: meu ex cozinha muito melhor do que eu. Além dos dois, meu filho também já está grandinho o bastante - completa 9 anos semana que vem – e já aprendeu a servir meu café da manhã na cama. Então não vou reclamar, né?


Pra finalizar, não posso nem pretendo ficar horas sentada no computador porque sentar é mais complicado (e dói mais) do que caminhar!!! Consigo ficar uns 20 minutos sentada e depois tenho de me levantar e me esticar. Ou ir deitar. Ah sim, hoje irei pela segunda vez na minha médica pra trocar as gazes adesivas (não sei como se fala isso em português mas vocês entendem). E daqui a 4 semanas volto ao hospital pra consulta de controle com o neuro-cirurgião que me operou. E a partir desta data, provavelmente estarei liberada pra nadar...antes disso, nem pensar!


Em suma, a recuperação vai muito bem, obrigada. Embora eu ainda tenha dores todos os dias mas ela tem diminuído gradualmente (como era de se esperar) assim como as doses de analgésicos. Não vejo a hora de vestir o maiô e ir nadar...

6 comentários:

Pat Ferret disse...

Viu só? A gente DISSE que correria tudo bem... Rsrsrs Que bom te ver de volta! :-)

Lilly disse...

Receber esses carinhos nessas horas é sem preço... Que ótimo que correu tudo bem!!

Alice disse...

Que bom que correu tudo bem, Beth. Estava torcendo por vc daqui do meu cantinho.

Isabella disse...

Que bom que foi tudo bem, Beth! Agora siga as orientações médicas pra ficar boa rapidinho!

bjs

Annix disse...

\o/
Em breve vc vai estar saracoteando por aí de novo - mas por enquanto. paciência, fia. Passa logo.

Maria Valéria disse...

Bethinha,hoje te entendo perfeitamente!!
Comigo é mais complicado pq moro sozinha e não tenho namorado firme ou ex marido que faça os favores domésticos p/ mim. rs. Mas não posso reclamar, pq a pessoa com quem me relaciono tem sido um doce comigo quando vem me ver... ( nos vemos mais ou menos uma vez por semana)
ao contrario de vc, no meu caso ficar de pé é pior do que sentada.Sentada aguento o tempo que for preciso ( com a tala) e até uma hora em frente ao micro( sem tala), depois disso tenho que desligar pq o pé começa a formigar e vou deitar...

Tecnologia do Blogger.

A recuperação

Depois de duas semanas sem internet, estou de volta! E antes de mais nada, quero dizer que a operação correu bem e estou me recuperando rapidamente. Foram duas noites no hospital, no dia seguinte à operação eu já estava literalmente andando (com dificuldades e com ajuda da fisioterapeuta, claro), tive alta e fui pra casa com o F. A recomendação dos médicos dali pra frente era se movimentar aos poucos, em vez de ficar na cama o tempo todo. Isso porque quanto mais tempo na cama, mais demorada a recuperação. Assim sendo, logo na primeira semana já me levantava várias vezes ao dia pra ir ao banheiro, cozinha, etc. E a partir do quinto dia, tenho saído quase que diariamente na rua (até porque, a primavera chegou e os dias andam irresistíveis). Bem verdade que ando devagar igual uma tartaruga e só vou mesmo no parque aqui perto. Ou no shopping center aqui da esquina porque estou proibida de andar de ônibus, tram ou trem nas primeiras 4 semanas. Obviamente ainda não posso carregar as compras de supermercado então tenho tido a ajuda do F., que vem pra cá todo fim-de-semana.


E por falar em F., confesso que tenho a sorte de ter não apenas a ajuda do namorado como do ex-marido (parece até Dona Flor e seus dois maridos, rsrsrss). O ex além de cuidar do meu filho enquanto me recupero ainda trouxe na primeira semana comida feita em casa! Um banana loaf que é uma perdição e uma das especialidades da cozinha inglesa: quiche - de brocolis, que eu adoro! Uma coisa eu devo dizer: meu ex cozinha muito melhor do que eu. Além dos dois, meu filho também já está grandinho o bastante - completa 9 anos semana que vem – e já aprendeu a servir meu café da manhã na cama. Então não vou reclamar, né?


Pra finalizar, não posso nem pretendo ficar horas sentada no computador porque sentar é mais complicado (e dói mais) do que caminhar!!! Consigo ficar uns 20 minutos sentada e depois tenho de me levantar e me esticar. Ou ir deitar. Ah sim, hoje irei pela segunda vez na minha médica pra trocar as gazes adesivas (não sei como se fala isso em português mas vocês entendem). E daqui a 4 semanas volto ao hospital pra consulta de controle com o neuro-cirurgião que me operou. E a partir desta data, provavelmente estarei liberada pra nadar...antes disso, nem pensar!


Em suma, a recuperação vai muito bem, obrigada. Embora eu ainda tenha dores todos os dias mas ela tem diminuído gradualmente (como era de se esperar) assim como as doses de analgésicos. Não vejo a hora de vestir o maiô e ir nadar...

6 comentários:

Pat Ferret disse...

Viu só? A gente DISSE que correria tudo bem... Rsrsrs Que bom te ver de volta! :-)

Lilly disse...

Receber esses carinhos nessas horas é sem preço... Que ótimo que correu tudo bem!!

Alice disse...

Que bom que correu tudo bem, Beth. Estava torcendo por vc daqui do meu cantinho.

Isabella disse...

Que bom que foi tudo bem, Beth! Agora siga as orientações médicas pra ficar boa rapidinho!

bjs

Annix disse...

\o/
Em breve vc vai estar saracoteando por aí de novo - mas por enquanto. paciência, fia. Passa logo.

Maria Valéria disse...

Bethinha,hoje te entendo perfeitamente!!
Comigo é mais complicado pq moro sozinha e não tenho namorado firme ou ex marido que faça os favores domésticos p/ mim. rs. Mas não posso reclamar, pq a pessoa com quem me relaciono tem sido um doce comigo quando vem me ver... ( nos vemos mais ou menos uma vez por semana)
ao contrario de vc, no meu caso ficar de pé é pior do que sentada.Sentada aguento o tempo que for preciso ( com a tala) e até uma hora em frente ao micro( sem tala), depois disso tenho que desligar pq o pé começa a formigar e vou deitar...