domingo, janeiro 24, 2010

Dos (nossos) problemas

Problemas, probleminhas, problemões. Porque problema todo mundo tem. Em um ou outro momento da vida, em um ou outro aspecto. Mas eu acho que até certo ponto, a gente pode decidir se quer fazer de um probleminha um problema. Ou pior ainda, de um problema um problemão - a famosa tempestade em copo dágua tão conhecida de alguns de nós! E claro, tem aquelas catástrofes - como a do Haiti - em que, se compararmos o grau de tragédia humana, nossos problemas deixam de ser problemas. Sim, eles simplesmente deixam de existir e passam a ser pequenos grãos de areia de tão insignificantes. Enfim, tudo é relativo. E embora eu não exatamente recomende ser feliz por comparação, não deixa de ser uma opção naqueles momentos em que nos sentimos confusos. Favor não confundir com se alegrar com a infelicidade do outro, o que é pura maldade.

Eu confesso que tenho minhas fases e com o passar dos anos, já me conformei com a idéia de que problemas sempre existirão. Porque ninguém é totalmente feliz o tempo todo (alguns até sabem enganar muito bem mas não por muito tempo, né?). Enquanto estivermos vivos, existirão problemas a serem resolvidos (e alguns nem serão resolvidos mas deixa pra lá). Enquanto estivermos vivos, existirão pedras no caminho. Algumas de perto a gente descobre que na verdade eram pedrinhas, outras são maiores do que pareciam ser à primeira vista. Tudo uma questão de ponto de vista, se entendem onde quero chegar. E de sorte também (basta pensar no povo haitiano, que já era um dos países mais pobres do mundo antes desta triste tragédia então agora nem se fala). Mas isso é outra discussão então vou parar por aqui.

Daqui a pouco estou indo com F. ao cinema assistir Up in The Air, do diretor de Juno. Depois eu volto pra contar o que achei!

1 comentários:

Maria Valéria disse...

Adorei o texto. E sabe de uma coisa? problemas são necessarios mesmo. Como diz uma amiga minha
" não existe aquela chatice de querer ser feliz o tempo todo. A vida é muito mais rica e variada que isso". Se fosse tudo sempre um mar de rosas, tudo azul, não teria graça... e problema, eu sempre digo ,está aí p/ a gente RESOLVER!!! (rsrsrsrs). No ano passado eu tive um problema sério no trabalho... mas RESOLVI e fiquei com a opção de não fazer disso o fato que marcou 2009( os fatos que marcaram 2009 foram outros bem melhores..kkkkk) beijos, querida

Tecnologia do Blogger.

Dos (nossos) problemas

Problemas, probleminhas, problemões. Porque problema todo mundo tem. Em um ou outro momento da vida, em um ou outro aspecto. Mas eu acho que até certo ponto, a gente pode decidir se quer fazer de um probleminha um problema. Ou pior ainda, de um problema um problemão - a famosa tempestade em copo dágua tão conhecida de alguns de nós! E claro, tem aquelas catástrofes - como a do Haiti - em que, se compararmos o grau de tragédia humana, nossos problemas deixam de ser problemas. Sim, eles simplesmente deixam de existir e passam a ser pequenos grãos de areia de tão insignificantes. Enfim, tudo é relativo. E embora eu não exatamente recomende ser feliz por comparação, não deixa de ser uma opção naqueles momentos em que nos sentimos confusos. Favor não confundir com se alegrar com a infelicidade do outro, o que é pura maldade.

Eu confesso que tenho minhas fases e com o passar dos anos, já me conformei com a idéia de que problemas sempre existirão. Porque ninguém é totalmente feliz o tempo todo (alguns até sabem enganar muito bem mas não por muito tempo, né?). Enquanto estivermos vivos, existirão problemas a serem resolvidos (e alguns nem serão resolvidos mas deixa pra lá). Enquanto estivermos vivos, existirão pedras no caminho. Algumas de perto a gente descobre que na verdade eram pedrinhas, outras são maiores do que pareciam ser à primeira vista. Tudo uma questão de ponto de vista, se entendem onde quero chegar. E de sorte também (basta pensar no povo haitiano, que já era um dos países mais pobres do mundo antes desta triste tragédia então agora nem se fala). Mas isso é outra discussão então vou parar por aqui.

Daqui a pouco estou indo com F. ao cinema assistir Up in The Air, do diretor de Juno. Depois eu volto pra contar o que achei!

1 comentários:

Maria Valéria disse...

Adorei o texto. E sabe de uma coisa? problemas são necessarios mesmo. Como diz uma amiga minha
" não existe aquela chatice de querer ser feliz o tempo todo. A vida é muito mais rica e variada que isso". Se fosse tudo sempre um mar de rosas, tudo azul, não teria graça... e problema, eu sempre digo ,está aí p/ a gente RESOLVER!!! (rsrsrsrs). No ano passado eu tive um problema sério no trabalho... mas RESOLVI e fiquei com a opção de não fazer disso o fato que marcou 2009( os fatos que marcaram 2009 foram outros bem melhores..kkkkk) beijos, querida