terça-feira, agosto 14, 2012

Do meu sumiço virtual...


Nem me lembro mais a última vez que fiquei três semanas inteiras sem postar no blog. Pra variar, mil coisas acontecendo dentro desta cabeça e fora dela também. Tantas coisas estranhas (algumas impublicáveis mesmo) nas últimas semanas que eu ando sem inspiração para procurar as palavras certas. Escrever é uma necessidade mas também um hábito. E hábitos precisam ser cultivados.

Mas não se iludam: eu não tenho a menor intenção de acabar com este blog, só percebo que em certas épocas é necessário um esforço adicional para mantê-lo vivo – quem tem blog sabe do que estou falando! Por outro lado, eu posso escrever aqui diariamente mas se não há interação com os leitores na forma de comentários, nada acontece! E talvez este seja um dos (vários) motivos por trás do meu “sumiço virtual”. Sim, tenho sentido falta de interação neste meu cantinho virtual. Muitas visitas diárias, grande parte vindas do Google, alguns amigos blogueiros (sempre os mesmos) que comentam aqui e ali e só. Por outro lado, eu nem devia reclamar muito porque tenho tido pouca disposição para ler os blogs de amigos…

O que me fez pensar nos motivos desta falta de interação. Porque eu não acho que eu tenha mudado essencialmente. Continuo adorando ler e escrever. Mas percebo que, no mundo high-tech em que vivemos, as pessoas estão com cada vez mais preguiça de fazer isso! Hoje em dia as pessoas parecem ter preguiça de refletir, questionar o status quo (coisa mais antiga, dirão alguns). Também tem preguiça de ler textos longos que não tragam informações mastigadas e resumidas (e isso já foi comprovado em várias pesquisas). E mais preguiça ainda de digitar um texto quando é possível interagir clicando apenas em um botão Like aqui e ali! Eu desconfio que tenha a ver com uma certa rede social pela qual nutro uma relação de amor e ódio…sim, me refiro ao Facebook, caros leitores. Satisfação imediata ou seu dinheiro de volta.

O que percebo é que a quantidade de informação disponível no dia-a-dia nunca foi tão grande, nunca existiram tantas possibilidades de contato (basta um simples clique para entrarmos em contato com alguém do outro lado do planeta) e no entanto, as pessoas andam cada dia mais preguiçosas! Preguiça de ler. Preguiça de comentar. Preguiça de argumentar (a famosa turma do deixa pra lá). E aí você acaba com uma timeline cheia de shares, fotos e likes e poucos comentários e estórias. Podem me chamar de ranzinza mas eu acho que o nível de interação nas redes sociais deixa muito a desejar. Poucas discussões inteligentes, muito besteirol. E a impressão de que, embora as pessoas passem cada vez mais horas na internet, elas mal tem tempo pra postar um Like ou compartilhar uma imagem. Detalhe: isso numa rede cujo objetivo original seria nos permitir participar mais da vida de nossos amigos…Corrijam-me se eu estiver errada!

Sim, claro que Facebook é diversão mas precisa ter só besteirol e posts vazios? Fala-se muito e não se diz nada. E quando alguém finalmente posta algo interessante como um link para uma entrevista ou artigo sobre um tema da atualidade, o post passa despercebido em meio a tanta bobagem (já aconteceu várias vezes comigo). Claro que também tem o oposto, aquele povo que faz campanha política diariamente, os que colocam mensagens religiosas, o povo vegetariano, os ateístas e por ai vai (vocês sabem do que estou falando). Algumas campanhas são até válidas em termos de conscientização da massa (um exemplo recente é a greve das universidades federais). Mas sem exageros, por favor! Nem tanto ao mar, nem tanto à terra…

O mais interessante é que sim, eu gosto de reclamar mas adivinhem só? Tenho visto cada vez mais gente reclamando das mesmas coisas…será apenas uma coincidência? Eu acho que não. E digo mais, tenho percebido que muitas pessoas estão começando a enjoar do Facebook e vem buscando outros caminhos. Então anotem aí: daqui a alguns anos o Facebook vai sair da moda, exatamente como aconteceu com o falecido Orkut, que também teve seus dias de glória. Urubu, eu? Que nada, apenas percepções de uma mente ligada que não se cansa de refletir e questionar o mundo à sua volta. Estejam avisados!

6 comentários:

Maria Valéria disse...

Entendo seu questionamento,
Para discussões polemicas, no entanto, nao acho o face a melhor opção,
Muitas vezes seus amigos,colegas de cursos,contatos profissionais estão lá.
E , aos 38 anos( sexta!!) acho que adquiri a sabedoria de nao me deixar levar por discussões acaloradas, de nao querer " ganhar discussão" e as vezes deixar que o outro pense que ta certo, pra nao perder o amigo,
Inclusive, fiz isso recentemente, ao vivo,com um casal de amigos, aqui em SP, 90% do povo e PSDb ( eu abonimo); enfim, ambos falando mal do Pt, da dilma, etc, etc... E terminando" concorda,?" ao que respondi " concordo"... Porque simplesmente e melhor calar a boca e fingir que concorda do que tentar expor seu ponto de vista pra quem nao vai entender mesmo( expr.própria)
Coisas polemicas, de preferencia, nao exponho no face, só no blog, e ainda assim com cuidado porque querendo outro sou medica, e empregada, nao automona,algumas coisas podem ser mal interpretadas , levadas pro lado pessoal e me prejudicar inclusive profissionalmente,
( veja o lance da amiga da minha mae que veio se meter na minha vida em publico e dizer que eu perco tempo com teatro, qdo deveria estar atendendo,,,,1, 2, 3...vai pra pq}%{]#]#!!!!)
Alias,e incrível a pobreza de espirito e a interação de seus amigos em internet, mesmo os de longa data e estudados, cultos, etc,pelo menos supostamente, já ouvi mais de uma vez" quando vou ter ver nua no palco"?
Triste, né, que as pessoas pensem que teatro se resume só a nudez em cena, a prostituição,sem contar tantos aspectos interessantes envolvidos,e sem contar que por razoes profissionais ( sou medica concursada) ninguem jamais me vera nua ou seminua num palco.e mesmo que meu ganha- pão fosse ser atriz, tem que tomr cuidado, porque um nu fora do contexto, e mesmo dentro do contexto( teve uma peca que vi que teve um cara nu que fez muito bem, perfeito para o personagem, que teve gente que saiu indignada, ofendida da platéia,etc) enfim, mesmo quando se pede e e bem feito o " nu artístico" tem gente que nao compreende e o ator corre o risco de sair queimado.
Enfim, eu sou do time que " fica na sua que eu fico na minha", se curte as cosias que escrevo, beleza, se nao curte, se acha ruim me tira da lista e nao vejo problemas nisso,
Eu ja tirei quase metade dos meus " amigos" da lista, já fiz postagens seletivas no face,já exclui gente que nao quero que veja o que escrevo pra ficar fofocando e já exclui gente que me deixava mal só de ler as baboseiras que postam.( em geral,grosserias)
Enfim, Bethinha, acho que a gente pode desencanar, ser mais autentica, sem se expor tanto, isso e um exercício diário,
E fica sossegada porque em vc nunca viu dar unlike, unfriend nem te excluir de ver algo que posto,alias vc ta numa lista do face que chamo" quem merece" kkkkk;))) beijos ótima reflexão.;)))

Palavras Vagabundas disse...

Beth,
também tenho essas baixas com meu blog, diminuiu muito os comentários, mas não os acessos. Percebo que as pessoas acessam vêm um texto meio longo é se vão. Acho que é o efeito Face, é tudo para ser rápido e verdadeiramente não pensar.
Tenho um FB por causa de trabalho, posto pouquissimas coisas e sempre referente a trabalho, acho de uma chatisse imensa.
Gosto de blogs, gosto dos que leio, mesmo que nem sempre tenha tempo. Gosto de escrever, assim mesmo que poucos leiam, os que lêm me deixa bem feliz.
Não vejo futuro no FB e já mandei recado para um monte de gente que manda santinho de político e já desabilitei dois, não tenho que aturar, isso não acontece no blog... pelo menos não me aconteceu até agora!
bjs
Jussara

Eliana disse...

Eu já reparei que tem "panelinhas". Aqueles que comentam sempre nos mesmos blogs e vira um clubinho. Se vc comenta no meu, eu volto, retribuo a visita e comento, se vc não respeita esta regra, as pessoas não comentam mais no seu blog. Eu não sigo regras, tenho meu canto, leio meus blogs preferidos e comento quando acho necessário ou pra dizer um oi. Agora é isso mesmo...um amigo me disse que blogar não tá com nada porque hj o lance é o Face...mas foi o que vc falou...logo a moda passa. Bjs

Milena F. disse...

Como eu te entendo!!! Também penso nisso, minhas visitas diárias não param de aumentar, tenho amigos (reais, não virtuais) que volta e meia em uma conversa (real) comentam algo que eu escrevi no blog, ou seja, são leitores relativamente assíduos, mas nunca deixaram um comentariozinho sequer! Talvez por serem pessoas que não têm blog, não entendem a importância dos comentários!
Já eu relação ao facebook, tb nutro essa relação ambivalente e acho que já comentei que estou de saco cheio daquelas pessoas que nunca colocam nem mesmo um pequeno "like"... Claro que não precisamos gostar ou comentar tudo, mas de vez em quando um pouco de reciprocidade é bom, não acha? Uma vez já fiz uma limpa e deletei vários "amigos" que nunca interagiam nem mesmo com um like. Outro dia desses vou me levantar de pé esquerdo e farei o mesmo!!! :)

Albuq disse...

Oi Beth! Também passei um período sem tempo para postar. Ausente mesmo. Muita coisa na faculdade e na vida. As vezes me via com uma saudade danada, mas sem tempo. Agora, estou lendo para uma seleção, mas tentando mantê-lo sempre atualizado porque me faz bem! Sobre o face, concordo contigo. Algo vai superá-lo!

Anônimo disse...

Gostei MUITO desse desabafo/postagem.
Verdade verdadeira. Tem tudo a ver.
Sempre afirmo que "todo artista quer aplauso; todo escritor quer ser lido". Escrever sem receber feedback, e'o maior acinte, pra quem gosta de escrever e tem o que comentar, que valha a pena ser lido - como e'o seu caso.
Assim como vc, tb convivo com essa relacao de amor e odio com o Facebook. Por um lado me diverte, por outro me incomoda. Quando diverte, embarco junto, na onda (recadinhos beijimbeijim, besteirol etc); quando me incomoda, ou desabafo, ou sumo por uns dias.
Abandonar, sei que nao vou. Mesmo porque uma das boas surpresas que obtive gracas ao FB, foi essa aproximacao com voce e a Maria Valeria, por exemplo. E'uma raridade, eu sei. Mas prova que, quem tem conteudo, se aproxima de qualquer jeito!

Adoro o fato de voces manterem um blog. Sempre que possivel vou entrar e comentar, pois sei que meu comentario e'apreciado por voces - o que muito me alegra.

E vamos provar que ha'vida fora do Facebook, marcando em breve, um encontro - com o Liam e o Edinho, se der-, pra ultrapassar a barreira digital.

Tenho mais pra falar, porem ficaria longe demais! Ainda tenho outro post seu e dois da Val pra comentar! Ai, essa vida de leitora de blog kkkkk.

Beijos! xx

Tecnologia do Blogger.

Do meu sumiço virtual...


Nem me lembro mais a última vez que fiquei três semanas inteiras sem postar no blog. Pra variar, mil coisas acontecendo dentro desta cabeça e fora dela também. Tantas coisas estranhas (algumas impublicáveis mesmo) nas últimas semanas que eu ando sem inspiração para procurar as palavras certas. Escrever é uma necessidade mas também um hábito. E hábitos precisam ser cultivados.

Mas não se iludam: eu não tenho a menor intenção de acabar com este blog, só percebo que em certas épocas é necessário um esforço adicional para mantê-lo vivo – quem tem blog sabe do que estou falando! Por outro lado, eu posso escrever aqui diariamente mas se não há interação com os leitores na forma de comentários, nada acontece! E talvez este seja um dos (vários) motivos por trás do meu “sumiço virtual”. Sim, tenho sentido falta de interação neste meu cantinho virtual. Muitas visitas diárias, grande parte vindas do Google, alguns amigos blogueiros (sempre os mesmos) que comentam aqui e ali e só. Por outro lado, eu nem devia reclamar muito porque tenho tido pouca disposição para ler os blogs de amigos…

O que me fez pensar nos motivos desta falta de interação. Porque eu não acho que eu tenha mudado essencialmente. Continuo adorando ler e escrever. Mas percebo que, no mundo high-tech em que vivemos, as pessoas estão com cada vez mais preguiça de fazer isso! Hoje em dia as pessoas parecem ter preguiça de refletir, questionar o status quo (coisa mais antiga, dirão alguns). Também tem preguiça de ler textos longos que não tragam informações mastigadas e resumidas (e isso já foi comprovado em várias pesquisas). E mais preguiça ainda de digitar um texto quando é possível interagir clicando apenas em um botão Like aqui e ali! Eu desconfio que tenha a ver com uma certa rede social pela qual nutro uma relação de amor e ódio…sim, me refiro ao Facebook, caros leitores. Satisfação imediata ou seu dinheiro de volta.

O que percebo é que a quantidade de informação disponível no dia-a-dia nunca foi tão grande, nunca existiram tantas possibilidades de contato (basta um simples clique para entrarmos em contato com alguém do outro lado do planeta) e no entanto, as pessoas andam cada dia mais preguiçosas! Preguiça de ler. Preguiça de comentar. Preguiça de argumentar (a famosa turma do deixa pra lá). E aí você acaba com uma timeline cheia de shares, fotos e likes e poucos comentários e estórias. Podem me chamar de ranzinza mas eu acho que o nível de interação nas redes sociais deixa muito a desejar. Poucas discussões inteligentes, muito besteirol. E a impressão de que, embora as pessoas passem cada vez mais horas na internet, elas mal tem tempo pra postar um Like ou compartilhar uma imagem. Detalhe: isso numa rede cujo objetivo original seria nos permitir participar mais da vida de nossos amigos…Corrijam-me se eu estiver errada!

Sim, claro que Facebook é diversão mas precisa ter só besteirol e posts vazios? Fala-se muito e não se diz nada. E quando alguém finalmente posta algo interessante como um link para uma entrevista ou artigo sobre um tema da atualidade, o post passa despercebido em meio a tanta bobagem (já aconteceu várias vezes comigo). Claro que também tem o oposto, aquele povo que faz campanha política diariamente, os que colocam mensagens religiosas, o povo vegetariano, os ateístas e por ai vai (vocês sabem do que estou falando). Algumas campanhas são até válidas em termos de conscientização da massa (um exemplo recente é a greve das universidades federais). Mas sem exageros, por favor! Nem tanto ao mar, nem tanto à terra…

O mais interessante é que sim, eu gosto de reclamar mas adivinhem só? Tenho visto cada vez mais gente reclamando das mesmas coisas…será apenas uma coincidência? Eu acho que não. E digo mais, tenho percebido que muitas pessoas estão começando a enjoar do Facebook e vem buscando outros caminhos. Então anotem aí: daqui a alguns anos o Facebook vai sair da moda, exatamente como aconteceu com o falecido Orkut, que também teve seus dias de glória. Urubu, eu? Que nada, apenas percepções de uma mente ligada que não se cansa de refletir e questionar o mundo à sua volta. Estejam avisados!

6 comentários:

Maria Valéria disse...

Entendo seu questionamento,
Para discussões polemicas, no entanto, nao acho o face a melhor opção,
Muitas vezes seus amigos,colegas de cursos,contatos profissionais estão lá.
E , aos 38 anos( sexta!!) acho que adquiri a sabedoria de nao me deixar levar por discussões acaloradas, de nao querer " ganhar discussão" e as vezes deixar que o outro pense que ta certo, pra nao perder o amigo,
Inclusive, fiz isso recentemente, ao vivo,com um casal de amigos, aqui em SP, 90% do povo e PSDb ( eu abonimo); enfim, ambos falando mal do Pt, da dilma, etc, etc... E terminando" concorda,?" ao que respondi " concordo"... Porque simplesmente e melhor calar a boca e fingir que concorda do que tentar expor seu ponto de vista pra quem nao vai entender mesmo( expr.própria)
Coisas polemicas, de preferencia, nao exponho no face, só no blog, e ainda assim com cuidado porque querendo outro sou medica, e empregada, nao automona,algumas coisas podem ser mal interpretadas , levadas pro lado pessoal e me prejudicar inclusive profissionalmente,
( veja o lance da amiga da minha mae que veio se meter na minha vida em publico e dizer que eu perco tempo com teatro, qdo deveria estar atendendo,,,,1, 2, 3...vai pra pq}%{]#]#!!!!)
Alias,e incrível a pobreza de espirito e a interação de seus amigos em internet, mesmo os de longa data e estudados, cultos, etc,pelo menos supostamente, já ouvi mais de uma vez" quando vou ter ver nua no palco"?
Triste, né, que as pessoas pensem que teatro se resume só a nudez em cena, a prostituição,sem contar tantos aspectos interessantes envolvidos,e sem contar que por razoes profissionais ( sou medica concursada) ninguem jamais me vera nua ou seminua num palco.e mesmo que meu ganha- pão fosse ser atriz, tem que tomr cuidado, porque um nu fora do contexto, e mesmo dentro do contexto( teve uma peca que vi que teve um cara nu que fez muito bem, perfeito para o personagem, que teve gente que saiu indignada, ofendida da platéia,etc) enfim, mesmo quando se pede e e bem feito o " nu artístico" tem gente que nao compreende e o ator corre o risco de sair queimado.
Enfim, eu sou do time que " fica na sua que eu fico na minha", se curte as cosias que escrevo, beleza, se nao curte, se acha ruim me tira da lista e nao vejo problemas nisso,
Eu ja tirei quase metade dos meus " amigos" da lista, já fiz postagens seletivas no face,já exclui gente que nao quero que veja o que escrevo pra ficar fofocando e já exclui gente que me deixava mal só de ler as baboseiras que postam.( em geral,grosserias)
Enfim, Bethinha, acho que a gente pode desencanar, ser mais autentica, sem se expor tanto, isso e um exercício diário,
E fica sossegada porque em vc nunca viu dar unlike, unfriend nem te excluir de ver algo que posto,alias vc ta numa lista do face que chamo" quem merece" kkkkk;))) beijos ótima reflexão.;)))

Palavras Vagabundas disse...

Beth,
também tenho essas baixas com meu blog, diminuiu muito os comentários, mas não os acessos. Percebo que as pessoas acessam vêm um texto meio longo é se vão. Acho que é o efeito Face, é tudo para ser rápido e verdadeiramente não pensar.
Tenho um FB por causa de trabalho, posto pouquissimas coisas e sempre referente a trabalho, acho de uma chatisse imensa.
Gosto de blogs, gosto dos que leio, mesmo que nem sempre tenha tempo. Gosto de escrever, assim mesmo que poucos leiam, os que lêm me deixa bem feliz.
Não vejo futuro no FB e já mandei recado para um monte de gente que manda santinho de político e já desabilitei dois, não tenho que aturar, isso não acontece no blog... pelo menos não me aconteceu até agora!
bjs
Jussara

Eliana disse...

Eu já reparei que tem "panelinhas". Aqueles que comentam sempre nos mesmos blogs e vira um clubinho. Se vc comenta no meu, eu volto, retribuo a visita e comento, se vc não respeita esta regra, as pessoas não comentam mais no seu blog. Eu não sigo regras, tenho meu canto, leio meus blogs preferidos e comento quando acho necessário ou pra dizer um oi. Agora é isso mesmo...um amigo me disse que blogar não tá com nada porque hj o lance é o Face...mas foi o que vc falou...logo a moda passa. Bjs

Milena F. disse...

Como eu te entendo!!! Também penso nisso, minhas visitas diárias não param de aumentar, tenho amigos (reais, não virtuais) que volta e meia em uma conversa (real) comentam algo que eu escrevi no blog, ou seja, são leitores relativamente assíduos, mas nunca deixaram um comentariozinho sequer! Talvez por serem pessoas que não têm blog, não entendem a importância dos comentários!
Já eu relação ao facebook, tb nutro essa relação ambivalente e acho que já comentei que estou de saco cheio daquelas pessoas que nunca colocam nem mesmo um pequeno "like"... Claro que não precisamos gostar ou comentar tudo, mas de vez em quando um pouco de reciprocidade é bom, não acha? Uma vez já fiz uma limpa e deletei vários "amigos" que nunca interagiam nem mesmo com um like. Outro dia desses vou me levantar de pé esquerdo e farei o mesmo!!! :)

Albuq disse...

Oi Beth! Também passei um período sem tempo para postar. Ausente mesmo. Muita coisa na faculdade e na vida. As vezes me via com uma saudade danada, mas sem tempo. Agora, estou lendo para uma seleção, mas tentando mantê-lo sempre atualizado porque me faz bem! Sobre o face, concordo contigo. Algo vai superá-lo!

Anônimo disse...

Gostei MUITO desse desabafo/postagem.
Verdade verdadeira. Tem tudo a ver.
Sempre afirmo que "todo artista quer aplauso; todo escritor quer ser lido". Escrever sem receber feedback, e'o maior acinte, pra quem gosta de escrever e tem o que comentar, que valha a pena ser lido - como e'o seu caso.
Assim como vc, tb convivo com essa relacao de amor e odio com o Facebook. Por um lado me diverte, por outro me incomoda. Quando diverte, embarco junto, na onda (recadinhos beijimbeijim, besteirol etc); quando me incomoda, ou desabafo, ou sumo por uns dias.
Abandonar, sei que nao vou. Mesmo porque uma das boas surpresas que obtive gracas ao FB, foi essa aproximacao com voce e a Maria Valeria, por exemplo. E'uma raridade, eu sei. Mas prova que, quem tem conteudo, se aproxima de qualquer jeito!

Adoro o fato de voces manterem um blog. Sempre que possivel vou entrar e comentar, pois sei que meu comentario e'apreciado por voces - o que muito me alegra.

E vamos provar que ha'vida fora do Facebook, marcando em breve, um encontro - com o Liam e o Edinho, se der-, pra ultrapassar a barreira digital.

Tenho mais pra falar, porem ficaria longe demais! Ainda tenho outro post seu e dois da Val pra comentar! Ai, essa vida de leitora de blog kkkkk.

Beijos! xx