segunda-feira, setembro 17, 2007

Cultura pop japonesa

Este fim-de-semana finalmente fui com F. assistir à exposição do artista japonês Yoshitomo Nara (1959) em Haia. Um artista super contemporâneo, influenciado pela subcultura dos comic books (em especial a escola japonesa manga) e pelo punk rock. Ilustrações aparentemente inocentes de crianças e bichinhos em tons pastel escondem a perversão e a violência subjacentes às imagens (e, em última instância, à cultura japonesa). Porque o mundo de Nara não é brincadeira de bonecas, basta observar de perto a fisionomia dessas bonequinhas...isso sem falar nas facas e armas que algumas dessas inocentes figuras carregam. Raiva, ódio, melancolia, medo e outras emoções menos nobres são presença recorrente na obra deste japonês. É ver para crer.

A organização do espaço da exposição também é um detalhe interessante, com casinhas de madeira compondo uma instalação que permite ao público interagir com as obras expostas de forma original. É que você acaba sendo obrigado a ver a mesma obra sob diferentes ângulos à medida em que avança na exposição! Ou seja, aquele detalhe que de perto você não percebeu, mais adiante você vira, olha de novo e lá está ele. Simples e genial. Porque na vida como na arte, no final das contas é tudo uma questão de ângulo (e claro, interpretação).

Depois da visita ao museu ainda aproveitamos a inspiração japonesa pra comer sushi...Muito sushi!

4 comentários:

annix disse...

Vai até outubro, né? Preguiiiça de ir até Den Haag (já tenho que ir pra Rotterdam um dia destes - too much Holanda for me), hee hee

Anônimo disse...

Muito sushi! And at a special discount too... ;-)

Anônimo disse...

Beth! Passei aqui pra ver como você está e vejo que você está ótima! Legal! Pra mente inquieta recomendo meditação despretenciosa e menos açúcar.. háháhá.. comigo funciona. Manda aí quando vamos tomar o nosso proximo choppssss com pastéis.. bjs S. anônima de Haarlem.

Arnild disse...

Bethiiiiiii!
Estou aqui na Holanda. Mas também na maior preguiça...
Beijos!

Tecnologia do Blogger.

Cultura pop japonesa

Este fim-de-semana finalmente fui com F. assistir à exposição do artista japonês Yoshitomo Nara (1959) em Haia. Um artista super contemporâneo, influenciado pela subcultura dos comic books (em especial a escola japonesa manga) e pelo punk rock. Ilustrações aparentemente inocentes de crianças e bichinhos em tons pastel escondem a perversão e a violência subjacentes às imagens (e, em última instância, à cultura japonesa). Porque o mundo de Nara não é brincadeira de bonecas, basta observar de perto a fisionomia dessas bonequinhas...isso sem falar nas facas e armas que algumas dessas inocentes figuras carregam. Raiva, ódio, melancolia, medo e outras emoções menos nobres são presença recorrente na obra deste japonês. É ver para crer.

A organização do espaço da exposição também é um detalhe interessante, com casinhas de madeira compondo uma instalação que permite ao público interagir com as obras expostas de forma original. É que você acaba sendo obrigado a ver a mesma obra sob diferentes ângulos à medida em que avança na exposição! Ou seja, aquele detalhe que de perto você não percebeu, mais adiante você vira, olha de novo e lá está ele. Simples e genial. Porque na vida como na arte, no final das contas é tudo uma questão de ângulo (e claro, interpretação).

Depois da visita ao museu ainda aproveitamos a inspiração japonesa pra comer sushi...Muito sushi!

4 comentários:

annix disse...

Vai até outubro, né? Preguiiiça de ir até Den Haag (já tenho que ir pra Rotterdam um dia destes - too much Holanda for me), hee hee

Anônimo disse...

Muito sushi! And at a special discount too... ;-)

Anônimo disse...

Beth! Passei aqui pra ver como você está e vejo que você está ótima! Legal! Pra mente inquieta recomendo meditação despretenciosa e menos açúcar.. háháhá.. comigo funciona. Manda aí quando vamos tomar o nosso proximo choppssss com pastéis.. bjs S. anônima de Haarlem.

Arnild disse...

Bethiiiiiii!
Estou aqui na Holanda. Mas também na maior preguiça...
Beijos!