quinta-feira, maio 15, 2008

Cinema latino-americano em Cannes

Este ano, três filmes da América Latina foram selecionados para concorrer à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2008. O primeiro, e também escolhido para abrir o Festival, é Ensaio sobre a Cegueira (Blindness) de Fernando Meirelles. O segundo é Linha de Passe de Walter Salles. Dois diretores brasileiros de alto calibre que dispensam apresentação.

O terceiro filme representando o cinema latino-americano é La Mujer sin Cabeza, da diretora argentina Lucrecia Martel. Pra quem ainda não conhece, ela é uma das mais consagradas diretoras do novo (e frutífero) cinema argentino, com filmes como La Nina Santa (2004) e La Ciénaga (2001).

Fora da competição oficial, a mostra Un Certain Regard traz ainda A Festa da Menina Morta, primeiro trabalho de roteiro e direção do ator brasileiro Matheus Nachtergaele (Central do Brasil, Cidade de Deus, Amarelo Manga, a série O Auto da Compadecida, entre outros). O filme narra a estória de Santinho, um santo (supostamente) milagreiro e de seus seguidores, membros de uma seita no meio da Amazônia.

Outro filme - que não é de um diretor latino-americano mas que também concorre à Palma de Ouro e vale a pena ser citado - é Che de Steve Soderbergh. Depois de Diários de Motocicleta de Walter Salles, Che conta mais uma vez a estória de um dos maiores ícones da América Latina. Filmado em duas partes, já comenta-se nos bastidores que o filme seria o Poderoso Chefão parte 1 e 2 no currículo do diretor. Steve Sodebergh dirigiu entre outros Ocean´s Eleven, Ocean´s Twelve e Ocean´s Thirteen, além de Solaris (remake do clássico de Tarkovski de 1972). Além, é claro, do filme Sex, Lies, and Videotapes premiado com a Palma de Ouro em 1989 e responsável pela consagração internacional do então desconhecido (e jovem) diretor.

1 comentários:

Paloma disse...

Beth, tem desafio para você lá no Colar! Um beijo e bom final de semana!

Tecnologia do Blogger.

Cinema latino-americano em Cannes

Este ano, três filmes da América Latina foram selecionados para concorrer à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2008. O primeiro, e também escolhido para abrir o Festival, é Ensaio sobre a Cegueira (Blindness) de Fernando Meirelles. O segundo é Linha de Passe de Walter Salles. Dois diretores brasileiros de alto calibre que dispensam apresentação.

O terceiro filme representando o cinema latino-americano é La Mujer sin Cabeza, da diretora argentina Lucrecia Martel. Pra quem ainda não conhece, ela é uma das mais consagradas diretoras do novo (e frutífero) cinema argentino, com filmes como La Nina Santa (2004) e La Ciénaga (2001).

Fora da competição oficial, a mostra Un Certain Regard traz ainda A Festa da Menina Morta, primeiro trabalho de roteiro e direção do ator brasileiro Matheus Nachtergaele (Central do Brasil, Cidade de Deus, Amarelo Manga, a série O Auto da Compadecida, entre outros). O filme narra a estória de Santinho, um santo (supostamente) milagreiro e de seus seguidores, membros de uma seita no meio da Amazônia.

Outro filme - que não é de um diretor latino-americano mas que também concorre à Palma de Ouro e vale a pena ser citado - é Che de Steve Soderbergh. Depois de Diários de Motocicleta de Walter Salles, Che conta mais uma vez a estória de um dos maiores ícones da América Latina. Filmado em duas partes, já comenta-se nos bastidores que o filme seria o Poderoso Chefão parte 1 e 2 no currículo do diretor. Steve Sodebergh dirigiu entre outros Ocean´s Eleven, Ocean´s Twelve e Ocean´s Thirteen, além de Solaris (remake do clássico de Tarkovski de 1972). Além, é claro, do filme Sex, Lies, and Videotapes premiado com a Palma de Ouro em 1989 e responsável pela consagração internacional do então desconhecido (e jovem) diretor.

1 comentários:

Paloma disse...

Beth, tem desafio para você lá no Colar! Um beijo e bom final de semana!