segunda-feira, julho 28, 2008

Coração dividido

A amizade é um amor que nunca morre.
Mário Quintana.


E com esta estória de ir pra Maastricht de última hora perdi uma festa de arromba na casa da queridíssima Bebete. Sei que não é desculpa pra dar furo nos amigos mas eu e F. já estávamos combinando esta viagem desde março, só faltava reunir os fatores favoráveis. Então com meu filho de férias na Inglaterra e a meteorologia anunciando temperaturas elevadas no fim-de-semana (verão no norte europeu é imprevisível), confesso que não pensamos duas vezes! E sim, amei Maastricht mas foi só ler o blog do Antônio (que veio de Bruxelas especialmente pra festa) pra eu sentir aquele aperto no coração. Porque a vida tem dessas coisas: tem horas que a gente fica mesmo com o coração dividido, não tem jeito. Então decidi escrever este post não pra pedir desculpas pelo furo mas pra dizer que apesar da ausência, vocês são muito especiais e estão sempre presentes na minha vida (mesmo que não no sentido literal da palavra).

3 comentários:

Antonio Da Vida disse...

sua ausência foi sentida, mas através deste sentimento, vc acabou se fazendo presente. :-)
XXX

Arnild disse...

E foi mesmo!
Teve uma hora que cheguei até ouvir a sua voz, dizendo: "E aí, menina?"
Fica pra próxima:)
bisous,
Arnild

Bebete Indarte disse...

Queria fazer uma outra, com amigos mais chegados.
Mas o verão vai passar rápido por aqui...talvez deixe para mais tarde, uma feijoada pra aquecer o outono/inverno.
bjs

PS- Xi, o F. não come carne. ;(

Tecnologia do Blogger.

Coração dividido

A amizade é um amor que nunca morre.
Mário Quintana.


E com esta estória de ir pra Maastricht de última hora perdi uma festa de arromba na casa da queridíssima Bebete. Sei que não é desculpa pra dar furo nos amigos mas eu e F. já estávamos combinando esta viagem desde março, só faltava reunir os fatores favoráveis. Então com meu filho de férias na Inglaterra e a meteorologia anunciando temperaturas elevadas no fim-de-semana (verão no norte europeu é imprevisível), confesso que não pensamos duas vezes! E sim, amei Maastricht mas foi só ler o blog do Antônio (que veio de Bruxelas especialmente pra festa) pra eu sentir aquele aperto no coração. Porque a vida tem dessas coisas: tem horas que a gente fica mesmo com o coração dividido, não tem jeito. Então decidi escrever este post não pra pedir desculpas pelo furo mas pra dizer que apesar da ausência, vocês são muito especiais e estão sempre presentes na minha vida (mesmo que não no sentido literal da palavra).

3 comentários:

Antonio Da Vida disse...

sua ausência foi sentida, mas através deste sentimento, vc acabou se fazendo presente. :-)
XXX

Arnild disse...

E foi mesmo!
Teve uma hora que cheguei até ouvir a sua voz, dizendo: "E aí, menina?"
Fica pra próxima:)
bisous,
Arnild

Bebete Indarte disse...

Queria fazer uma outra, com amigos mais chegados.
Mas o verão vai passar rápido por aqui...talvez deixe para mais tarde, uma feijoada pra aquecer o outono/inverno.
bjs

PS- Xi, o F. não come carne. ;(