segunda-feira, maio 11, 2009

Dia das mães


Ontem foi Dia das Mães e aproveitei a desculpa pra sugerir um brunch num dos melhores hotéis da cidade, o tradicional Krasnapolsky, localizado na praça Dam. É que eu já tinha ouvido falar do tal brunch no jardim de inverno (um salão especial chamado Winter Tuin) e estava curiosa. Então lá fomos eu, F. e Liam degustar um brunch. Porque a dieta a gente sempre pode começar de novo na segunda-feira, hehehe.

Como não podia deixar de ser, o bufê era bastante variado. Entre as opções havia desde o café continental (pães, croissants, patisserie), English Breakfast (scrambled eggs, bacon & sausages) até as panquecas americanas com maple syrup que eu adoro e não comia há séculos! Além, é claro, dos famosos poffertjes (mini-panquecas holandesas), frutas, sucos, iogurtes, cereais, etc.

Depois de comer, demos uma passada na Bijenkorf ali do lado (a maior e mais completa loja de departamentos da cidade), onde é sempre um prazer perambular, nem que seja só pra olhar as novidades. E eu aproveitei que estava no centro pra dar uma passada rápida no meu sebo favorito enquanto F. e Liam iam à loja de CDs. Porque se o meu hobby é ler, o da cara metade é música...eu até brinco com ele que a minha rival não é outra mulher e sim a música! Ele carrega o iPod por toda parte e até tocar em banda ele toca.

Last but not least, o que mais me deixou feliz (além das guloseimas, obviamente) foi ver meu filho andar de mãos dados com o F. na rua. Fico sempre feliz ao ver como os dois se entendem bem, pra mim é um grande alívio saber que tudo acaba bem. E no final das contas, não há presente melhor do que a companhia das pessoas que a gente ama.

3 comentários:

Anônimo disse...

Je bent de liefste moeder en vriendin ter wereld! ;-)

X!

Té la mà Maria - Reus disse...

very good blog, congratulations
regard from Reus Catalonia
thank you

Isabella disse...

Que delicia, Beth! Brinch & Books, perfect combination!

Estou lendo Angels & Demons pra ver como vai ser no cinema. The Da Vinci code me decepcionou um pouco... Eu tb gosto de emendar obras de um(a) mesmo(a) autor(a).

bjs

Tecnologia do Blogger.

Dia das mães


Ontem foi Dia das Mães e aproveitei a desculpa pra sugerir um brunch num dos melhores hotéis da cidade, o tradicional Krasnapolsky, localizado na praça Dam. É que eu já tinha ouvido falar do tal brunch no jardim de inverno (um salão especial chamado Winter Tuin) e estava curiosa. Então lá fomos eu, F. e Liam degustar um brunch. Porque a dieta a gente sempre pode começar de novo na segunda-feira, hehehe.

Como não podia deixar de ser, o bufê era bastante variado. Entre as opções havia desde o café continental (pães, croissants, patisserie), English Breakfast (scrambled eggs, bacon & sausages) até as panquecas americanas com maple syrup que eu adoro e não comia há séculos! Além, é claro, dos famosos poffertjes (mini-panquecas holandesas), frutas, sucos, iogurtes, cereais, etc.

Depois de comer, demos uma passada na Bijenkorf ali do lado (a maior e mais completa loja de departamentos da cidade), onde é sempre um prazer perambular, nem que seja só pra olhar as novidades. E eu aproveitei que estava no centro pra dar uma passada rápida no meu sebo favorito enquanto F. e Liam iam à loja de CDs. Porque se o meu hobby é ler, o da cara metade é música...eu até brinco com ele que a minha rival não é outra mulher e sim a música! Ele carrega o iPod por toda parte e até tocar em banda ele toca.

Last but not least, o que mais me deixou feliz (além das guloseimas, obviamente) foi ver meu filho andar de mãos dados com o F. na rua. Fico sempre feliz ao ver como os dois se entendem bem, pra mim é um grande alívio saber que tudo acaba bem. E no final das contas, não há presente melhor do que a companhia das pessoas que a gente ama.

3 comentários:

Anônimo disse...

Je bent de liefste moeder en vriendin ter wereld! ;-)

X!

Té la mà Maria - Reus disse...

very good blog, congratulations
regard from Reus Catalonia
thank you

Isabella disse...

Que delicia, Beth! Brinch & Books, perfect combination!

Estou lendo Angels & Demons pra ver como vai ser no cinema. The Da Vinci code me decepcionou um pouco... Eu tb gosto de emendar obras de um(a) mesmo(a) autor(a).

bjs