segunda-feira, maio 11, 2009

Much Better than Bridget Jones

Sabe aqueles livros que você vê sempre nas livrarias mas nunca se dá o trabalho de folhear? Até que um dia resolve dar uma chance ao coitado, o devora em dois dias e então você se pergunta: como é que eu não li isso antes?!!

Melissa Bank é assim. Ela é a autora americana que inspirou uma leva infindável de títulos de chick lit...gênero cuja heroína mais famosa é, sem dúvida, a Bridget Jones do título deste post (quem não leu o diário, muito provavelmente deve ter assistido o filme). Pois para meu grande alívio, as protagonistas dos livros da Melissa são muito mais inteligentes do que a Bridget Jones. Que diga-se de passagem, lembro ter me irritado profundamente quando li o livro na época do seu lançamento. A impressão que tive foi algo assim: que perua é esta que passa mais da metade do livro contando calorias, unidades alcóolicas e cigarros? Ou seja, não exatamente um exemplo para nós mulheres emancipadas e inteligentes deste planeta...

Mas voltando à Melissa Bank, meu encontro com a autora foi pura obra do acaso. Recentemente, encontrei The Wonder Spot (2005) numa feira de rua por 50 centavos (isso mesmo) e decidi comprar depois de ler na capa do livro uma crítica de ninguém menos que Zadie Smith (autora do badalado e premiado White Teeth, entre outros). Assim sendo, por causa da recomendação de um dos maiores nomes da literatura inglesa atual (sem exageros), decidi conferir. E confesso que não li, mas devorei o livro. E não é que ontem no sebo esbarrei com o livro de estréia da autora, o bestseller The Girls´ Guide to Hunting and Fishing (1999)? Sim, o tal livro que nunca dei a menor bola, ironia das ironias! Como havia acabado de devorar The Wonder Spot, decidi emendar e ler o primeiro (eu tenho dessas manias).

A verdade é que as estórias são meio parecidas, as protagonistas idem mas os livros continuam sendo muito bons. Situações típicas - e por isso mesmo bastante reconhecíveis - de mulheres comuns tentando se estabelecer profissionalmente e (man)ter um relacionamento amoroso, nem sempre com os melhores resultados. A vida como ela é. Algumas situações inusitadas e outras hilárias, uma boa dose de autocrítica, sem nunca chegar às beiras da autocomiseração. Humor seco, observações inteligentes e tiradas dignas de um roteiro de cinema. Em suma, confiram!

E eu que reclamei há exatas 2 semanas que estava sem a menor concentração pra ler, já estou terminando o terceiro livro (no more reader´s block)!!! O primeiro foi o intrigante (e irritante) The Private Lives of Pippa Lee. O livro não é ruim mas a personagem me irritou tanto que decidi nem comentar por aqui pra não ficar chato. Bem verdade que por razões muito diferentes da Bridget Jones. Desconfio que por ter me identificado fortemente com Pippa em alguns aspectos...Sad but true.

5 comentários:

NiNah disse...

Beth, você e suas dicas de livros. Já fiquei com vontade de ler. rsss
Tenho que aproveitar para ler o máximo possível porque depois que fizer a pós ferrou!
Bjos

Lilly disse...

Beth, que nervoso que você me dá!!!! Cada dica de livro e de filme, não dou conta!! rsrs
Bjos.

Anônimo disse...

Eu li o The Girls´ Guide to Hunting and Fishing no auge do chick lite em 99. Não curti nem um pouco, senti falta do humor da Helen Fielding no Bridget Jone's Diary.Na mesma linha, tem o Lucy Sullivan is getting married da Marian Keyes. Give it a try!

beijuuuuuuuuuuuuuus

Scrap memories disse...

sdoro ler seu blog e suas dicas e comentarios sobre, livros, filmes, vida etc!ja me deu vontade de ler. da proxima vez que eu for a livraria vou procurar por este!abracos

Luciana disse...

Oi Beth!
Que saudade de você!
Já anotei a dica do livro, já coloquei um link no meu blog. Vou visitar você sempre agora.
Beijão da Lulu

Tecnologia do Blogger.

Much Better than Bridget Jones

Sabe aqueles livros que você vê sempre nas livrarias mas nunca se dá o trabalho de folhear? Até que um dia resolve dar uma chance ao coitado, o devora em dois dias e então você se pergunta: como é que eu não li isso antes?!!

Melissa Bank é assim. Ela é a autora americana que inspirou uma leva infindável de títulos de chick lit...gênero cuja heroína mais famosa é, sem dúvida, a Bridget Jones do título deste post (quem não leu o diário, muito provavelmente deve ter assistido o filme). Pois para meu grande alívio, as protagonistas dos livros da Melissa são muito mais inteligentes do que a Bridget Jones. Que diga-se de passagem, lembro ter me irritado profundamente quando li o livro na época do seu lançamento. A impressão que tive foi algo assim: que perua é esta que passa mais da metade do livro contando calorias, unidades alcóolicas e cigarros? Ou seja, não exatamente um exemplo para nós mulheres emancipadas e inteligentes deste planeta...

Mas voltando à Melissa Bank, meu encontro com a autora foi pura obra do acaso. Recentemente, encontrei The Wonder Spot (2005) numa feira de rua por 50 centavos (isso mesmo) e decidi comprar depois de ler na capa do livro uma crítica de ninguém menos que Zadie Smith (autora do badalado e premiado White Teeth, entre outros). Assim sendo, por causa da recomendação de um dos maiores nomes da literatura inglesa atual (sem exageros), decidi conferir. E confesso que não li, mas devorei o livro. E não é que ontem no sebo esbarrei com o livro de estréia da autora, o bestseller The Girls´ Guide to Hunting and Fishing (1999)? Sim, o tal livro que nunca dei a menor bola, ironia das ironias! Como havia acabado de devorar The Wonder Spot, decidi emendar e ler o primeiro (eu tenho dessas manias).

A verdade é que as estórias são meio parecidas, as protagonistas idem mas os livros continuam sendo muito bons. Situações típicas - e por isso mesmo bastante reconhecíveis - de mulheres comuns tentando se estabelecer profissionalmente e (man)ter um relacionamento amoroso, nem sempre com os melhores resultados. A vida como ela é. Algumas situações inusitadas e outras hilárias, uma boa dose de autocrítica, sem nunca chegar às beiras da autocomiseração. Humor seco, observações inteligentes e tiradas dignas de um roteiro de cinema. Em suma, confiram!

E eu que reclamei há exatas 2 semanas que estava sem a menor concentração pra ler, já estou terminando o terceiro livro (no more reader´s block)!!! O primeiro foi o intrigante (e irritante) The Private Lives of Pippa Lee. O livro não é ruim mas a personagem me irritou tanto que decidi nem comentar por aqui pra não ficar chato. Bem verdade que por razões muito diferentes da Bridget Jones. Desconfio que por ter me identificado fortemente com Pippa em alguns aspectos...Sad but true.

5 comentários:

NiNah disse...

Beth, você e suas dicas de livros. Já fiquei com vontade de ler. rsss
Tenho que aproveitar para ler o máximo possível porque depois que fizer a pós ferrou!
Bjos

Lilly disse...

Beth, que nervoso que você me dá!!!! Cada dica de livro e de filme, não dou conta!! rsrs
Bjos.

Anônimo disse...

Eu li o The Girls´ Guide to Hunting and Fishing no auge do chick lite em 99. Não curti nem um pouco, senti falta do humor da Helen Fielding no Bridget Jone's Diary.Na mesma linha, tem o Lucy Sullivan is getting married da Marian Keyes. Give it a try!

beijuuuuuuuuuuuuuus

Scrap memories disse...

sdoro ler seu blog e suas dicas e comentarios sobre, livros, filmes, vida etc!ja me deu vontade de ler. da proxima vez que eu for a livraria vou procurar por este!abracos

Luciana disse...

Oi Beth!
Que saudade de você!
Já anotei a dica do livro, já coloquei um link no meu blog. Vou visitar você sempre agora.
Beijão da Lulu