terça-feira, junho 01, 2010

De volta aos anos 60


Experience is not what happens to a man, it is what a man does with what happens to him. (Aldous Huxley), citado no filme A Single Man

Domingo passado finalmente consegui assistir dois filmes que estavam na minha lista há tempos. Por coincidência, os dois se passam na década de 60. Welcome to the nuclear family (aka desperate housewifes, que naquela época ainda nem eram tão desesperadas assim).

A Single Man é um filme excelente, que não deixou nada a dever às minhas expectativas - e eu odeio este negócio de assistir filme já esperando algo, comigo geralmente não funciona! Uma estória de amor que rima com dor, mas sem beirar o melodrama. Imagens belíssimas e muito bem-cuidadas. Colin Firth num papel que foi feito para ele brilhar, e tem ainda a sempre adorável Julianne Moore (uma de minhas atrizes favoritas).

O outro filme foi An Education, também muito comentado pela crítica, a começar pelo roteiro de Nick Hornby, escritor inglês bastante badalado pelas bandas de cá (veja os livros aqui). An Education é um típico filme coming-of-age, em que a jovem heroína se vê diante de novas experiências e é obrigada a amadurecer. É a inevitável transição da adolescência para a idade adulta, que deixa marcas e circatrizes em alguns. Jenny é uma moça muito inteligente e um bocado ingênua, que se apaixona por um homem mais velho e acaba tendo algumas surpresas no final. Jovem aspirante à universidade de Oxford, ela descobre um novo mundo quando começa a sair com David. Ele a leva para óperas, shows, restaurantes...a leva para conhecer Paris e por aí vai. Enfim, não tem como não se apaixonar...mas a verdade é que nem tudo é o que parece (e nem tudo que brilha é ouro). Não conto mais pra não estragar.

Em suma, dois filmes, duas estórias diversas, uma mesma época. Eu recomendo ambos mas se tivesse de escolher apenas um, certamente escolheria A Single Man. Confiram vocês mesmos.


8 comentários:

Albuq disse...

Adooooooooooooooooro tuas indicações! vou conferir! bjs

Leticiabon disse...

Olá, sempre leio o seu blog mas nunca comentei. Gosto do que você escreve porque adoro personalidades analíticas, pessoas que não apenas ficam paradas e vivem, mas pensam sobre o que vivem. Pois bem, não assisti esses filmes, mas estão na minha lista. O que tem o roteiro do Nick Hornby, inclusive, eu tenho o livro (roteiro), aqui do lado da minha cama, mas fiquei com preguiça de ler, apesar de já ter lido tudo do escritor (estar economizandoa as páginas do livro novo, em português "Juliet nua e crua", que estou simplesmente apaixonada. Acho que você vai gostar desse livro, não sei.
Pois bem, depois me apresento.

Labelle® Paz disse...

Anotadíssimas as dicas! Adoro!

Beth Blue disse...

Letícia, que bom saber que você gosta do que eu escrevo, mesmo sem nunca ter comentado por aqui antes ;-)

Quanto às personalidades analíticas, desconfio que nem seja uma opção, a gente nasce assim, né...Eu sempre pensei muito, sempre quis entender as coisas e pessoas ao meu redor, sempre quis (e continuo querendo) aprender.

E sim, também já li vários do Nick Hornby e gosto muito dele. Alguns livros comentei por aqui, veja o marcador livros.

beijos e volte sempre!

Beth Blue disse...

Márcia e Labelle, bom saber que vocês apreciam minhas dicas.

Mas só anotar não vale...tem de assistir também ;-)

Anônimo disse...

Assisti A Single Man semana passada e o filme pra mim foi uma surpresa; gostei muito! O Tom Ford realmente tem talento.
Acabei de assistir Alice in Wonderland e apesar de ter escutado criticas super negativas, eu gostei. Não vi no telão e sim na telinha do laptop portanto não posso comentar sobre os efeitos. Mas mesmo na telinha, as cores, figurino, tudo muito, mas muito bem elaborado.

AN Education tá na fila de espera, já,já assisto.

beijuuuuuuuuus,L

Beth Blue disse...

Querida L.,
Pois eu não assisti Alice in Wonderland ainda por medo de ficar decepcionada...Li algumas críticas ruins e outras nem tanto assim. E pra piorar, F. começou a assistir o filme em casa e simplesmente parou antes da metade.

Mas algo me diz que ainda vou acabar assistindo - e gostando ;-)

beijos

kalina morena disse...

AMEI 'a single man'. escrevi sobre esse filme no meu blog. eles estao sensacionais no filme, os dois!!

ainda nao vi 'an education', mas quero muito ver.
beijo
Kalina

Tecnologia do Blogger.

De volta aos anos 60


Experience is not what happens to a man, it is what a man does with what happens to him. (Aldous Huxley), citado no filme A Single Man

Domingo passado finalmente consegui assistir dois filmes que estavam na minha lista há tempos. Por coincidência, os dois se passam na década de 60. Welcome to the nuclear family (aka desperate housewifes, que naquela época ainda nem eram tão desesperadas assim).

A Single Man é um filme excelente, que não deixou nada a dever às minhas expectativas - e eu odeio este negócio de assistir filme já esperando algo, comigo geralmente não funciona! Uma estória de amor que rima com dor, mas sem beirar o melodrama. Imagens belíssimas e muito bem-cuidadas. Colin Firth num papel que foi feito para ele brilhar, e tem ainda a sempre adorável Julianne Moore (uma de minhas atrizes favoritas).

O outro filme foi An Education, também muito comentado pela crítica, a começar pelo roteiro de Nick Hornby, escritor inglês bastante badalado pelas bandas de cá (veja os livros aqui). An Education é um típico filme coming-of-age, em que a jovem heroína se vê diante de novas experiências e é obrigada a amadurecer. É a inevitável transição da adolescência para a idade adulta, que deixa marcas e circatrizes em alguns. Jenny é uma moça muito inteligente e um bocado ingênua, que se apaixona por um homem mais velho e acaba tendo algumas surpresas no final. Jovem aspirante à universidade de Oxford, ela descobre um novo mundo quando começa a sair com David. Ele a leva para óperas, shows, restaurantes...a leva para conhecer Paris e por aí vai. Enfim, não tem como não se apaixonar...mas a verdade é que nem tudo é o que parece (e nem tudo que brilha é ouro). Não conto mais pra não estragar.

Em suma, dois filmes, duas estórias diversas, uma mesma época. Eu recomendo ambos mas se tivesse de escolher apenas um, certamente escolheria A Single Man. Confiram vocês mesmos.


8 comentários:

Albuq disse...

Adooooooooooooooooro tuas indicações! vou conferir! bjs

Leticiabon disse...

Olá, sempre leio o seu blog mas nunca comentei. Gosto do que você escreve porque adoro personalidades analíticas, pessoas que não apenas ficam paradas e vivem, mas pensam sobre o que vivem. Pois bem, não assisti esses filmes, mas estão na minha lista. O que tem o roteiro do Nick Hornby, inclusive, eu tenho o livro (roteiro), aqui do lado da minha cama, mas fiquei com preguiça de ler, apesar de já ter lido tudo do escritor (estar economizandoa as páginas do livro novo, em português "Juliet nua e crua", que estou simplesmente apaixonada. Acho que você vai gostar desse livro, não sei.
Pois bem, depois me apresento.

Labelle® Paz disse...

Anotadíssimas as dicas! Adoro!

Beth Blue disse...

Letícia, que bom saber que você gosta do que eu escrevo, mesmo sem nunca ter comentado por aqui antes ;-)

Quanto às personalidades analíticas, desconfio que nem seja uma opção, a gente nasce assim, né...Eu sempre pensei muito, sempre quis entender as coisas e pessoas ao meu redor, sempre quis (e continuo querendo) aprender.

E sim, também já li vários do Nick Hornby e gosto muito dele. Alguns livros comentei por aqui, veja o marcador livros.

beijos e volte sempre!

Beth Blue disse...

Márcia e Labelle, bom saber que vocês apreciam minhas dicas.

Mas só anotar não vale...tem de assistir também ;-)

Anônimo disse...

Assisti A Single Man semana passada e o filme pra mim foi uma surpresa; gostei muito! O Tom Ford realmente tem talento.
Acabei de assistir Alice in Wonderland e apesar de ter escutado criticas super negativas, eu gostei. Não vi no telão e sim na telinha do laptop portanto não posso comentar sobre os efeitos. Mas mesmo na telinha, as cores, figurino, tudo muito, mas muito bem elaborado.

AN Education tá na fila de espera, já,já assisto.

beijuuuuuuuuus,L

Beth Blue disse...

Querida L.,
Pois eu não assisti Alice in Wonderland ainda por medo de ficar decepcionada...Li algumas críticas ruins e outras nem tanto assim. E pra piorar, F. começou a assistir o filme em casa e simplesmente parou antes da metade.

Mas algo me diz que ainda vou acabar assistindo - e gostando ;-)

beijos

kalina morena disse...

AMEI 'a single man'. escrevi sobre esse filme no meu blog. eles estao sensacionais no filme, os dois!!

ainda nao vi 'an education', mas quero muito ver.
beijo
Kalina