sexta-feira, junho 11, 2010

Nossas vidas high-tech

Estava lendo mais um daqueles inúmeros artigos sobre os efeitos da tecnologia na vida moderna (original em inglês aqui). Porque convenhamos, não dá mais pra viver sem tecnologia em nossas vidas! E provavelmente nem eu nem você gostaríamos de retornar aos tempos pré-internet e pré-celular. Pensando bem, internet é que nem filho da gente: depois que a gente tem, não sabe mais viver sem ele. Sério!!!

Uma das questões discutidas neste tipo de pesquisa é a questão da falta de foco, já bastante perceptível na nova geração que praticamente nasceu com um laptop na mão e um celular na outra. É tudo pra agora, as informações são lidas e descartadas, as pessoas surfam pela net e raramente ficam mais de alguns minutos em uma página. O attention spam hoje em dia deve ser de uns 3 minutos. O tempo que se leva pra passar os olhos num site ou página de notícias, espiar rapidamente o perfil de um amigo, etc. Só sei que passamos a maior parte de nossas horas conectados, checando nossos e-mails, páginas de recados em diferentes sites, chatbox no MSN, etc. etc. etc. (sim, porque a lista é interminável). E nem vou falar dos sites de namoro...Tudo isso várias vezes ao dia. Como se não bastasse, ainda temos nossos celulares ligados 24 horas por dia, onde enviamos e recebemos torpedos (ou SMS, como dizem aqui).

Enfim, os canais estão se expandindo cada vez mais e nossas vidas estão cada vez mais corridas. É tudo pra ontem! E lá vamos nós atrás de mais informação. Lá vamos nós adicionar mais um link para mais um site que mal teremos tempo de (re)ler. Lá vamos nós adicionar mais amigos no orkut só pra mostrar pros outros como somos populares. Se antes se falava em fast food, hoje em dia tudo é fast - e acima de tudo, descartável. Inclusive amizades e relacionamentos. Eu sou a primeira a admitir que tenho dificuldades em lidar com este novo estilo de fazer (e manter) amigos. Mas também admito que fiz ótimas amizades na internet. Paradoxal isso!

Quanto a mim, posso soar antiquada mas decidi tirar algumas coisas da minha vida - por tempo ilimitado. Pra início de conversa, eu não uso MSN nem tenho perfil no Facebook, o que já libera algumas horas preciosas dos meus dias corridos pra LER UM (BOM) LIVRO. Ou pra ESCREVER no meu blog e visitar blogs de amigos! Também tenho cada vez menos saco pra ficar o dia todo com o celular ligado. Simplesmente não quero mais estar disponível 24/7 pra ninguém - com a exceção do meu filho, porque afinal mãe é sempre mãe! E tampouco tenho saco ou tempo pra tanta rede social...o que gera um (certo) isolamento voluntário, não vou mentir. Nos dias de hoje, quem insiste em não participar de um site como o Facebook acaba sendo marginalizado. Eu, por exemplo, tenho um grupo de amigos queridos que marcam ponto no Facebook, onde se comunicam e trocam novidades (e fofocas) regularmente. Como não tenho acesso à esta rede social - por opção minha então nem posso reclamar - sempre pego o bonde andando...Ou pior ainda, muitas novidades nem chegam aos meus ouvidos! Tempos modernos em que a amizade é mais de 50% virtual (numa estimativa otimista).

E vocês, como lidam com a tecnologia no dia-a-dia? Como priorizam suas vidas?




PS: Coincidência ou não, a incidência de casos de distúrbio de déficit de atenção em crianças tem aumentado assustadoramente nos últimos anos (e não apenas nos EUA).

5 comentários:

Albuq disse...

Oi Beth!

Menina tudo que você disse tem mais que razão. Fui estagiar numa turma de 9-12 anos de idade, fiquei pasma, os celulares, laptop e tantos outros aparelhos modernos são comuns, fiquei chocada com meu celular hiper-antiquado perto dos meus alunos antenados kkkk
Bem, não consigo sair do MSN, orkut, e outros, porque são meios de comunicação para trabalho e faculdade, mas, na ausência desses compromissos me desligo, só me encontra quem quer, ou meus amigos daqui da blogsfera kkk
Acredito que essas novas tecnologias tem suas vantagens, mas, para a geração que está chegando, ela é muito cômoda, tudo é muito fácil, talvez isso não seja tão bom.
bjs

Pri Sganzerla disse...

Nossa, que difícil! rs Minha relação com a tecnologia e a internet é cheia de fases!

Eu não me imagino mais sem internet, por exemplo. Acho fundamental pra coisas como verificar a previsão do tempo, comprar ingressos para o cinema e não ter que pegar fila, ler resenhas de livros e filmes, fazer pesquisas das mais básicas às mais detalhadas, consultar uma receita culinária, encontrar um endereço, blogar, ver coisas interessantes no Youtube, contato sem limitação geográfica com amigos e parentes através do e-mail - e eu poderia inumerar zilhões de coisas que me fazem ser uma internet addicted! rsrsrs

Atualmente não estou interagindo em nenhuma rede social. Porque perdi a paciência, estou mais voltada para a minha vida e não tenho a disponibilidade de trocar recadinhos ou ficar de papo bobo no msn. Prefiro gastar meu tempo de outras formas. Fora que o skype e o msn não estão rodando aqui no meu computador e aí perdi a paciência mesmo! rs Mas já interagi muito no Orkut e no msn, por exemplo. E como qualquer outra coisa na vida, tem aspectos positivos e negativos.

Claro que a internet rouba um tempo que poderia ser utilizado para leitura, confraternização ao vivo, atividade física, entre outras coisas. Por outro lado economiza tempo e paciência com suas lojas virtuais, pesquisas a um click de distância e, como falei acima, me fazem até evitar a fila da compra de ingresso para o cinema. Tudo é uma questão de priorizar, ter bom senso e equilíbrio. Não é fácil. mas é necessário. Quem trabalha através da internet, piora ainda um pouquinho! rs

Minha preocupação com essa nova geração é a dificuldade que eles possuem para "processar informações". Eles geralmente aceitam as respostas do primeiro resultado que aparece no Google e confiam na Wikipedia! rs A pressa é inimiga da verdade! Além disso, o Ctrl+C/Crtl+V e o tipo de educação da atualidade não prioriza o ensino do "pensar com crítica". O processo de pesquisar - cruzar informações confrontando-as, depois filtrando-as e passando pelo crivo da razão, da coerência, entendendo a ideologia subjacente à informação - não é muito conhecido dessa geração. E aí vemos absurdos sendo repetidos como verdades, comentários superficiais e posturas duvidosas (como os anônimos que praticam bullying).

Nossa, como eu exagero! Escrevo demais! rsrsrs É mais ou menos isso: a tecnologia é bem vinda, a internet é a melhor ferramenta ever, desde que não nos esqueçamos do velho conselho: "use com sabedoria"! ;-)

Beijos!

PS1: Não me esqueci do selinho, pode deixar!

PS2: Vc não imagina como seus comentários no meu blog têm me feito bem! Obrigada. :-)

Maria Valéria disse...

Eu tenho somente orkut, não consigo administrar mais de um site ao mesmo tempo, por isso não tenho facebook ou outros. Gosto do messenger para falar com amigos que moram longe sem precisar telefonar.Mas não deixo ligado todo dia, normalmente só por uma hora e meia depois das 22 hs.E mail eu leio todo dia, quando tem mensagem.
Tenho celular, mas nos momentos que quero privacidade, desligo mesmo.Imagina receber uma pessoa na minha casa e ficar fofocando no celular, dependendo de quem vier em casa desligo ou no maximo coloco no vibracall, pra eu olhar quem me ligou DEPOIS que a visita já foi embora.
As vezes não tenho saco pra levar o celular no trabalho!!
Quanto a torpedo ou SMS discordo que seja ruim, é uma otima maneira de combinar um encontro ou um passeio, às vezes o outro trabalha e não pode atender na hora, mas responde o torpedo assim que puder. Tem gente com quem combino coisas só por msgem de texto e acho ótimo.Ou as vezes receber uma msgem carinhosa de alguem que vc gosta. acho valido.
Sites de namoro, bem, eu ja fui adepta e vc sabe da minha historia, ja conheci quem tenha valido a pena e vc sabe quem foi.. hehe.. mas o fato é que deletei meu perfil no finl de 2008 pq não tenho paciencia mais pra ficar procurando e analisando perfil de fulano...( lembrou do meu post onde falei sobre internet rpa procurar relaciomanetos? pois é).
e não deixo de ver bons filmes( vc sabe que sou cinéfila e colecionadora de dvds,_ e ler bons livros, se bem que vom leitura ando meio sem cabeça ultimamente. mas filmes e cinema sempre acho tempo p/ ver. e encontrar pessoas na vida real tbem!!. beijos querida.

Lilly disse...

Bom, já escrevi um pouco sobre isso também. Deletei tudo... msn, orkut, nunca aceitei entrar no facebook e escrevo e leio blogs mas bem menos do que antigamente porque percebi que estava deixando de livros e ver filmes porque passava tempo demais navegando... Ótimo post!

Luciana disse...

Eu tenho orkut, facebook, MSN e blog. Só não tenho Twitter e Skype, e não me fazem falta nenhuma. Confesso que quase não participo mais de orkut, mas mantenho por causa de amigos que estão lá. Já deletei algumas vezes e sei que se deletar de novo vou querer voltar.
Não tem jeito, não sabemos mais viver sem isso, não.
Celular eu tenho dois, e ficam ligados 24 horas por dia (só desligo no cinema ou no médico).
Mas conheci gente legal por aqui, no orkut, em blogs...
Beijos mil

Tecnologia do Blogger.

Nossas vidas high-tech

Estava lendo mais um daqueles inúmeros artigos sobre os efeitos da tecnologia na vida moderna (original em inglês aqui). Porque convenhamos, não dá mais pra viver sem tecnologia em nossas vidas! E provavelmente nem eu nem você gostaríamos de retornar aos tempos pré-internet e pré-celular. Pensando bem, internet é que nem filho da gente: depois que a gente tem, não sabe mais viver sem ele. Sério!!!

Uma das questões discutidas neste tipo de pesquisa é a questão da falta de foco, já bastante perceptível na nova geração que praticamente nasceu com um laptop na mão e um celular na outra. É tudo pra agora, as informações são lidas e descartadas, as pessoas surfam pela net e raramente ficam mais de alguns minutos em uma página. O attention spam hoje em dia deve ser de uns 3 minutos. O tempo que se leva pra passar os olhos num site ou página de notícias, espiar rapidamente o perfil de um amigo, etc. Só sei que passamos a maior parte de nossas horas conectados, checando nossos e-mails, páginas de recados em diferentes sites, chatbox no MSN, etc. etc. etc. (sim, porque a lista é interminável). E nem vou falar dos sites de namoro...Tudo isso várias vezes ao dia. Como se não bastasse, ainda temos nossos celulares ligados 24 horas por dia, onde enviamos e recebemos torpedos (ou SMS, como dizem aqui).

Enfim, os canais estão se expandindo cada vez mais e nossas vidas estão cada vez mais corridas. É tudo pra ontem! E lá vamos nós atrás de mais informação. Lá vamos nós adicionar mais um link para mais um site que mal teremos tempo de (re)ler. Lá vamos nós adicionar mais amigos no orkut só pra mostrar pros outros como somos populares. Se antes se falava em fast food, hoje em dia tudo é fast - e acima de tudo, descartável. Inclusive amizades e relacionamentos. Eu sou a primeira a admitir que tenho dificuldades em lidar com este novo estilo de fazer (e manter) amigos. Mas também admito que fiz ótimas amizades na internet. Paradoxal isso!

Quanto a mim, posso soar antiquada mas decidi tirar algumas coisas da minha vida - por tempo ilimitado. Pra início de conversa, eu não uso MSN nem tenho perfil no Facebook, o que já libera algumas horas preciosas dos meus dias corridos pra LER UM (BOM) LIVRO. Ou pra ESCREVER no meu blog e visitar blogs de amigos! Também tenho cada vez menos saco pra ficar o dia todo com o celular ligado. Simplesmente não quero mais estar disponível 24/7 pra ninguém - com a exceção do meu filho, porque afinal mãe é sempre mãe! E tampouco tenho saco ou tempo pra tanta rede social...o que gera um (certo) isolamento voluntário, não vou mentir. Nos dias de hoje, quem insiste em não participar de um site como o Facebook acaba sendo marginalizado. Eu, por exemplo, tenho um grupo de amigos queridos que marcam ponto no Facebook, onde se comunicam e trocam novidades (e fofocas) regularmente. Como não tenho acesso à esta rede social - por opção minha então nem posso reclamar - sempre pego o bonde andando...Ou pior ainda, muitas novidades nem chegam aos meus ouvidos! Tempos modernos em que a amizade é mais de 50% virtual (numa estimativa otimista).

E vocês, como lidam com a tecnologia no dia-a-dia? Como priorizam suas vidas?




PS: Coincidência ou não, a incidência de casos de distúrbio de déficit de atenção em crianças tem aumentado assustadoramente nos últimos anos (e não apenas nos EUA).

5 comentários:

Albuq disse...

Oi Beth!

Menina tudo que você disse tem mais que razão. Fui estagiar numa turma de 9-12 anos de idade, fiquei pasma, os celulares, laptop e tantos outros aparelhos modernos são comuns, fiquei chocada com meu celular hiper-antiquado perto dos meus alunos antenados kkkk
Bem, não consigo sair do MSN, orkut, e outros, porque são meios de comunicação para trabalho e faculdade, mas, na ausência desses compromissos me desligo, só me encontra quem quer, ou meus amigos daqui da blogsfera kkk
Acredito que essas novas tecnologias tem suas vantagens, mas, para a geração que está chegando, ela é muito cômoda, tudo é muito fácil, talvez isso não seja tão bom.
bjs

Pri Sganzerla disse...

Nossa, que difícil! rs Minha relação com a tecnologia e a internet é cheia de fases!

Eu não me imagino mais sem internet, por exemplo. Acho fundamental pra coisas como verificar a previsão do tempo, comprar ingressos para o cinema e não ter que pegar fila, ler resenhas de livros e filmes, fazer pesquisas das mais básicas às mais detalhadas, consultar uma receita culinária, encontrar um endereço, blogar, ver coisas interessantes no Youtube, contato sem limitação geográfica com amigos e parentes através do e-mail - e eu poderia inumerar zilhões de coisas que me fazem ser uma internet addicted! rsrsrs

Atualmente não estou interagindo em nenhuma rede social. Porque perdi a paciência, estou mais voltada para a minha vida e não tenho a disponibilidade de trocar recadinhos ou ficar de papo bobo no msn. Prefiro gastar meu tempo de outras formas. Fora que o skype e o msn não estão rodando aqui no meu computador e aí perdi a paciência mesmo! rs Mas já interagi muito no Orkut e no msn, por exemplo. E como qualquer outra coisa na vida, tem aspectos positivos e negativos.

Claro que a internet rouba um tempo que poderia ser utilizado para leitura, confraternização ao vivo, atividade física, entre outras coisas. Por outro lado economiza tempo e paciência com suas lojas virtuais, pesquisas a um click de distância e, como falei acima, me fazem até evitar a fila da compra de ingresso para o cinema. Tudo é uma questão de priorizar, ter bom senso e equilíbrio. Não é fácil. mas é necessário. Quem trabalha através da internet, piora ainda um pouquinho! rs

Minha preocupação com essa nova geração é a dificuldade que eles possuem para "processar informações". Eles geralmente aceitam as respostas do primeiro resultado que aparece no Google e confiam na Wikipedia! rs A pressa é inimiga da verdade! Além disso, o Ctrl+C/Crtl+V e o tipo de educação da atualidade não prioriza o ensino do "pensar com crítica". O processo de pesquisar - cruzar informações confrontando-as, depois filtrando-as e passando pelo crivo da razão, da coerência, entendendo a ideologia subjacente à informação - não é muito conhecido dessa geração. E aí vemos absurdos sendo repetidos como verdades, comentários superficiais e posturas duvidosas (como os anônimos que praticam bullying).

Nossa, como eu exagero! Escrevo demais! rsrsrs É mais ou menos isso: a tecnologia é bem vinda, a internet é a melhor ferramenta ever, desde que não nos esqueçamos do velho conselho: "use com sabedoria"! ;-)

Beijos!

PS1: Não me esqueci do selinho, pode deixar!

PS2: Vc não imagina como seus comentários no meu blog têm me feito bem! Obrigada. :-)

Maria Valéria disse...

Eu tenho somente orkut, não consigo administrar mais de um site ao mesmo tempo, por isso não tenho facebook ou outros. Gosto do messenger para falar com amigos que moram longe sem precisar telefonar.Mas não deixo ligado todo dia, normalmente só por uma hora e meia depois das 22 hs.E mail eu leio todo dia, quando tem mensagem.
Tenho celular, mas nos momentos que quero privacidade, desligo mesmo.Imagina receber uma pessoa na minha casa e ficar fofocando no celular, dependendo de quem vier em casa desligo ou no maximo coloco no vibracall, pra eu olhar quem me ligou DEPOIS que a visita já foi embora.
As vezes não tenho saco pra levar o celular no trabalho!!
Quanto a torpedo ou SMS discordo que seja ruim, é uma otima maneira de combinar um encontro ou um passeio, às vezes o outro trabalha e não pode atender na hora, mas responde o torpedo assim que puder. Tem gente com quem combino coisas só por msgem de texto e acho ótimo.Ou as vezes receber uma msgem carinhosa de alguem que vc gosta. acho valido.
Sites de namoro, bem, eu ja fui adepta e vc sabe da minha historia, ja conheci quem tenha valido a pena e vc sabe quem foi.. hehe.. mas o fato é que deletei meu perfil no finl de 2008 pq não tenho paciencia mais pra ficar procurando e analisando perfil de fulano...( lembrou do meu post onde falei sobre internet rpa procurar relaciomanetos? pois é).
e não deixo de ver bons filmes( vc sabe que sou cinéfila e colecionadora de dvds,_ e ler bons livros, se bem que vom leitura ando meio sem cabeça ultimamente. mas filmes e cinema sempre acho tempo p/ ver. e encontrar pessoas na vida real tbem!!. beijos querida.

Lilly disse...

Bom, já escrevi um pouco sobre isso também. Deletei tudo... msn, orkut, nunca aceitei entrar no facebook e escrevo e leio blogs mas bem menos do que antigamente porque percebi que estava deixando de livros e ver filmes porque passava tempo demais navegando... Ótimo post!

Luciana disse...

Eu tenho orkut, facebook, MSN e blog. Só não tenho Twitter e Skype, e não me fazem falta nenhuma. Confesso que quase não participo mais de orkut, mas mantenho por causa de amigos que estão lá. Já deletei algumas vezes e sei que se deletar de novo vou querer voltar.
Não tem jeito, não sabemos mais viver sem isso, não.
Celular eu tenho dois, e ficam ligados 24 horas por dia (só desligo no cinema ou no médico).
Mas conheci gente legal por aqui, no orkut, em blogs...
Beijos mil