sábado, maio 01, 2010

How to Train Your Dragon



Quem acompanha este blog está cansado de saber que eu adoro filmes infantis. Sim, sou uma eterna criança, então aproveitando a desculpa do aniversário do Liam esta semana, F. ofereceu de irmos ao cinema e fomos os três assistir How to Train your Dragon em 3D...E gente, que viagem!

O filme é uma gracinha, embora eu seja suspeita pra falar, né? Sem falar que como mãe de menino o que não falta aqui em casa são dinossauros e dragões espalhados por toda parte. Então já fui preparada. E confesso que curti o filme tanto quanto o garoto de 10 anos sentado ao meu lado. Que por acaso era o Liam, devidamente equipado com óculos 3D!

Uma estória de vikings e dragões, desafios e batalhas. A aventura começa quando um menino descobre um grande segredo, meio que por acaso (porque quem procura nem sempre acha). Um belo dia ele cruza com um dragão ferido em seu caminho e descobre que o dragão tem tanto medo quanto ele. E mais, ele se reconhece e se identifica com o dragão. E claro, como em todo filme infantil que se preze, os dois acabam se tornando amigos inseparáveis.

O único problema é que como o menino é um viking, ele deve cumprir um ritual de passagem. Explicando melhor, para ser reconhecido como viking ele deve antes provar que é capaz de matar um dragão! E é aí que as coisas complicam, claro. Muitas aventuras depois, ele finalmente consegue convencer os vikings de seu povoado que os dragões não são monstros impiedosos, e que não é preciso ter medo deles. Porque os dragões têm tanto medo quanto eles e se atacam e matam, é apenas pra se defenderem. Enfim, ele ensina aos vikings que os dragões são criaturas do bem. E assim eles viveram felizes para sempre.

Um dos melhores filmes infantis em cartaz atualmente. Vale a pena conferir!

4 comentários:

Lilly disse...

Ah! Esse eu já assisti! MARAVILHOSO!!! Admirei muito a astúcia, a sensibilidade do menino. Genial!

tania disse...

Fiquei doida pra ver também e em 3D. Mas, ainda não fui ver nem Alice. Estou esperando baixar o rebuliço da estréia para evitar fila grande e cinema lotado. Mas, daqui a pouco acalma e irei ver os dois. Esse daí do Dragão já vi que saiu inclusive o dvd por aqui.

Beth Blue disse...

Tânia, eu também ainda não fui ver Alice - logo eu que estava tão ansiosa pela estréia!!! Mas é que o F. assistiu pela metade e disse que o filme não era bom...fiquei em dúvida porque ele é fã nr.1 do Tim Burton, e talvez por isso não tenha curtido a versão dos Studios Disney. Tim Burton para crianças, digamos assim.

De qualquer forma, quero conferir...porque adoro Tim Burton e também amo filmes infantis, hehehe. Então não tem erro, né.

Albuq disse...

Bethhhhhhhh todo mundo tá comentando que esse filme é ótimo. Não tive ainda tempo de ir, mas, esse seu post me deixou agora mais curiosa ainda kkkkkkkkk

O que é bom nele é esse rito de passagem, pois é uma situação muito comum de povoados antigos, e até hoje, em tribos indígenas. Calma, gente, não me refiro a matar dragões, mas, ao ritual de passagem mesmo kkkkkkk
bjs

Tecnologia do Blogger.

How to Train Your Dragon



Quem acompanha este blog está cansado de saber que eu adoro filmes infantis. Sim, sou uma eterna criança, então aproveitando a desculpa do aniversário do Liam esta semana, F. ofereceu de irmos ao cinema e fomos os três assistir How to Train your Dragon em 3D...E gente, que viagem!

O filme é uma gracinha, embora eu seja suspeita pra falar, né? Sem falar que como mãe de menino o que não falta aqui em casa são dinossauros e dragões espalhados por toda parte. Então já fui preparada. E confesso que curti o filme tanto quanto o garoto de 10 anos sentado ao meu lado. Que por acaso era o Liam, devidamente equipado com óculos 3D!

Uma estória de vikings e dragões, desafios e batalhas. A aventura começa quando um menino descobre um grande segredo, meio que por acaso (porque quem procura nem sempre acha). Um belo dia ele cruza com um dragão ferido em seu caminho e descobre que o dragão tem tanto medo quanto ele. E mais, ele se reconhece e se identifica com o dragão. E claro, como em todo filme infantil que se preze, os dois acabam se tornando amigos inseparáveis.

O único problema é que como o menino é um viking, ele deve cumprir um ritual de passagem. Explicando melhor, para ser reconhecido como viking ele deve antes provar que é capaz de matar um dragão! E é aí que as coisas complicam, claro. Muitas aventuras depois, ele finalmente consegue convencer os vikings de seu povoado que os dragões não são monstros impiedosos, e que não é preciso ter medo deles. Porque os dragões têm tanto medo quanto eles e se atacam e matam, é apenas pra se defenderem. Enfim, ele ensina aos vikings que os dragões são criaturas do bem. E assim eles viveram felizes para sempre.

Um dos melhores filmes infantis em cartaz atualmente. Vale a pena conferir!

4 comentários:

Lilly disse...

Ah! Esse eu já assisti! MARAVILHOSO!!! Admirei muito a astúcia, a sensibilidade do menino. Genial!

tania disse...

Fiquei doida pra ver também e em 3D. Mas, ainda não fui ver nem Alice. Estou esperando baixar o rebuliço da estréia para evitar fila grande e cinema lotado. Mas, daqui a pouco acalma e irei ver os dois. Esse daí do Dragão já vi que saiu inclusive o dvd por aqui.

Beth Blue disse...

Tânia, eu também ainda não fui ver Alice - logo eu que estava tão ansiosa pela estréia!!! Mas é que o F. assistiu pela metade e disse que o filme não era bom...fiquei em dúvida porque ele é fã nr.1 do Tim Burton, e talvez por isso não tenha curtido a versão dos Studios Disney. Tim Burton para crianças, digamos assim.

De qualquer forma, quero conferir...porque adoro Tim Burton e também amo filmes infantis, hehehe. Então não tem erro, né.

Albuq disse...

Bethhhhhhhh todo mundo tá comentando que esse filme é ótimo. Não tive ainda tempo de ir, mas, esse seu post me deixou agora mais curiosa ainda kkkkkkkkk

O que é bom nele é esse rito de passagem, pois é uma situação muito comum de povoados antigos, e até hoje, em tribos indígenas. Calma, gente, não me refiro a matar dragões, mas, ao ritual de passagem mesmo kkkkkkk
bjs