domingo, maio 08, 2011

Poema de dia das mães

 





Hoje é Dia das Mães e eu amanheci com um café da manhã muito especial preparado pelo meu filho! Ele agora tem 11 anos e já prepara tudo sozinho, o que me deixa feliz ao ver que se torna cada dia mais independente e ao mesmo tempo triste por constatar que os filhos crescem tão rápido... Então aproveito pra desejar a todas mamães que lêem este blog um Feliz Dias das Mães e que curtam muito seus filhos enquanto eles ainda estão por perto...afinal, a gente cria os filhos para o mundo então é bom irmos nos acostumando com a idéia desde cedo.

Também não posso deixar de falar da minha mãe, que faleceu há 12 anos e continua muito presente na minha vida. Pra finalizar, deixo registrado aqui este belo poema de Drummond para todos aqueles que viveram esta grande perda. Porque igual amor de mãe, não há.


Para Sempre
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
 feito grão de milho.
 (Carlos Drummond de Andrade)

2 comentários:

Karol Nascimento disse...

Adoro esse poema!!! Que lindo seu filho ter feito algo pra vc!! Feliz dia das mães!! Beijão

Pri S. disse...

Que lindo! Que seu dia tenha sido especial. :-) Bjos com muito carinho!

Tecnologia do Blogger.

Poema de dia das mães

 





Hoje é Dia das Mães e eu amanheci com um café da manhã muito especial preparado pelo meu filho! Ele agora tem 11 anos e já prepara tudo sozinho, o que me deixa feliz ao ver que se torna cada dia mais independente e ao mesmo tempo triste por constatar que os filhos crescem tão rápido... Então aproveito pra desejar a todas mamães que lêem este blog um Feliz Dias das Mães e que curtam muito seus filhos enquanto eles ainda estão por perto...afinal, a gente cria os filhos para o mundo então é bom irmos nos acostumando com a idéia desde cedo.

Também não posso deixar de falar da minha mãe, que faleceu há 12 anos e continua muito presente na minha vida. Pra finalizar, deixo registrado aqui este belo poema de Drummond para todos aqueles que viveram esta grande perda. Porque igual amor de mãe, não há.


Para Sempre
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
 feito grão de milho.
 (Carlos Drummond de Andrade)

2 comentários:

Karol Nascimento disse...

Adoro esse poema!!! Que lindo seu filho ter feito algo pra vc!! Feliz dia das mães!! Beijão

Pri S. disse...

Que lindo! Que seu dia tenha sido especial. :-) Bjos com muito carinho!