quinta-feira, março 01, 2012

Brasil e Holanda: o que eu sinto falta

Lendo este post da Ana no blog Brazil com Z, me inspirei pra copiar a idéia dela. O post fala basicamente daquelas coisas que ela sente saudade do Brasil aqui na Holanda...e das coisas da Holanda que sente saudade quando está no Brasil...Porque quem pensa que vida de imigrante é mole, já vou avisando que está redondamente enganado. A gente que mora fora acaba vivendo numa espécie de "limbo": não pertencendo a nenhum lugar e pertencendo a todos. Ou seja, quando estamos na Holanda (ou outro país estrangeiro), sentimos falta do Brasil. Só que quando estamos no Brasil, inevitavelmente sentimos falta de algumas coisas que temos na Holanda.  Difícil explicar esta crise pra quem nunca caiu do Brasil, mas quem mora fora me entende. Principalmente aqueles que moram fora há mais de 10 ou 15 anos, como eu.

Mas agora chega de papo furado e vamos lá.

Coisas do Brasil que sinto falta na Holanda:
1. Dias de sol (favor não confundir com calor escaldante)
2. Montanhas...aqui na Holanda não tem, né?
3. As praias do nosso Brasil
4. A vegetação exuberante (que rendeu até um post aqui quando estive ano passado no Brasil)
5. Os deliciosos salgadinhos brasileiros
6. Os sucos de fruta feitos na hora
7. Livrarias da Travessa, especialmente a de Ipanema
8. Os botecos e restaurantes da COBAL de Botafogo




Coisas da Holanda que sinto falta no Brasil:
1. O transporte público, a começar pelos trens
2. Poder andar na rua sem paranóia de ser assaltada a qualquer momento do dia ou da noite
3. Poder andar na rua com qualquer roupa sem que as pessoas fiquem te olhando (!)
4. Poder sentar num café sozinha sem vir logo alguém perturbar (!)
5. As bibliotecas públicas, que são simplesmente maravilhosas (a minha favorita é esta aqui)
6. As livrarias barateiras, onde compro livros em inglês a bons preços (muito mais baratos do que os preços no Brasil)
7. A loja de departamentos HEMA, minha favorita
8. As flores, principalmente as famosas tulipas


7 comentários:

Nadja disse...

Eu sinto falta de taaanta coisa na Holanda!!!! Mas tanta mesmo! Kroket... amigos (aqui não tenho nenhum...), sair de bicicleta a noite sem me preocupar tanto. andar de onibus/ trem a noite sem problemas. poder mesmo vestir o que quiser, ngm ficar olhando e rindo de ngm...

Na Holanda eu sentia falta das pessoas serem gentis... todo mundo em geral era bem... brusco e parecia grosso a primeira vista!!! hahaha

Pri S. disse...

Isso não acontece somente com imigrantes... rs Eu só mudei de Estado e às vezes me sinto assim - com saudade de coisas de lá qdo estou aqui e saudade das coisas daqui qdo estou lá. :-)

Maria Valéria disse...

Adorei o post!!! Tbem sinto falta de trens aqui. Quanto a sentar sozinha em café e restaurante, confesso que faco isso direto e ' to- nem- ai'!!hehe

Mateus Medina disse...

Eu acho que quando a gente imigra, vira "estranho na nossa própria terra", enquanto, por mais adaptados que estejamos (e eu estou super adaptado), nunca seremos "da terra que vivemos".

Isso faz de nós um pouco "gente de lugar nenhum" rsrsrs

É assim que me sinto =)

bjocas

Anita disse...

Dude, você é um docinho por me mencionar mas senti falta de um link ! ##Ihprontofalei ##

Beth Blue disse...

Ana, já corrigi o problema! ;-)

Anônimo disse...

Acrescento aqui meu comentário meio atrasado :)
Moro no exterior desde 1996 (o tempo passa depressa!). Durante muitos anos, não senti falta de absolutamente nada, exceto das pessoas queridas que ficaram longe. Por outro lado, nas minhas visitas ao Brasil (que iam se tornando cada vez mais escassas e breves), sentia falta de tudo daqui.
Do final de 2010 para cá, várias circunstâncias me levaram a passar mais tempo no Brasil do que tinha passado em todos os anos anteriores combinados, como você sabe. Em meio ao período mais difícil de minha vida, houve alguns fatos positivos, e um deles foi redescobrir coisas que eu já tinha há muito tempo me esquecido de que gostava no Brasil. Não passei exatamente a "sentir falta"; quando estou aqui em casa, sinto-me bem, gosto de tudo que faz parte de minha vida diária. Porém, agora, quando vou ao Brasil, aprecio de uma forma diferente aquilo de que já tinha me esquecido. Pequenas coisas: água de coco (no próprio coco!), meus lugares preferidos, café brasileiro (deixei de tomar café, provavelmente para sempre, por causa do estômago, mas não deixei de gostar de café super forte e sem açúcar!), o por-do-sol, o sotaque carioca.
E valorizo mais do que nunca as amizades, o carinho, a solidariedade e a simpatia das pessoas.
Bjs,
Gi

Tecnologia do Blogger.

Brasil e Holanda: o que eu sinto falta

Lendo este post da Ana no blog Brazil com Z, me inspirei pra copiar a idéia dela. O post fala basicamente daquelas coisas que ela sente saudade do Brasil aqui na Holanda...e das coisas da Holanda que sente saudade quando está no Brasil...Porque quem pensa que vida de imigrante é mole, já vou avisando que está redondamente enganado. A gente que mora fora acaba vivendo numa espécie de "limbo": não pertencendo a nenhum lugar e pertencendo a todos. Ou seja, quando estamos na Holanda (ou outro país estrangeiro), sentimos falta do Brasil. Só que quando estamos no Brasil, inevitavelmente sentimos falta de algumas coisas que temos na Holanda.  Difícil explicar esta crise pra quem nunca caiu do Brasil, mas quem mora fora me entende. Principalmente aqueles que moram fora há mais de 10 ou 15 anos, como eu.

Mas agora chega de papo furado e vamos lá.

Coisas do Brasil que sinto falta na Holanda:
1. Dias de sol (favor não confundir com calor escaldante)
2. Montanhas...aqui na Holanda não tem, né?
3. As praias do nosso Brasil
4. A vegetação exuberante (que rendeu até um post aqui quando estive ano passado no Brasil)
5. Os deliciosos salgadinhos brasileiros
6. Os sucos de fruta feitos na hora
7. Livrarias da Travessa, especialmente a de Ipanema
8. Os botecos e restaurantes da COBAL de Botafogo




Coisas da Holanda que sinto falta no Brasil:
1. O transporte público, a começar pelos trens
2. Poder andar na rua sem paranóia de ser assaltada a qualquer momento do dia ou da noite
3. Poder andar na rua com qualquer roupa sem que as pessoas fiquem te olhando (!)
4. Poder sentar num café sozinha sem vir logo alguém perturbar (!)
5. As bibliotecas públicas, que são simplesmente maravilhosas (a minha favorita é esta aqui)
6. As livrarias barateiras, onde compro livros em inglês a bons preços (muito mais baratos do que os preços no Brasil)
7. A loja de departamentos HEMA, minha favorita
8. As flores, principalmente as famosas tulipas


7 comentários:

Nadja disse...

Eu sinto falta de taaanta coisa na Holanda!!!! Mas tanta mesmo! Kroket... amigos (aqui não tenho nenhum...), sair de bicicleta a noite sem me preocupar tanto. andar de onibus/ trem a noite sem problemas. poder mesmo vestir o que quiser, ngm ficar olhando e rindo de ngm...

Na Holanda eu sentia falta das pessoas serem gentis... todo mundo em geral era bem... brusco e parecia grosso a primeira vista!!! hahaha

Pri S. disse...

Isso não acontece somente com imigrantes... rs Eu só mudei de Estado e às vezes me sinto assim - com saudade de coisas de lá qdo estou aqui e saudade das coisas daqui qdo estou lá. :-)

Maria Valéria disse...

Adorei o post!!! Tbem sinto falta de trens aqui. Quanto a sentar sozinha em café e restaurante, confesso que faco isso direto e ' to- nem- ai'!!hehe

Mateus Medina disse...

Eu acho que quando a gente imigra, vira "estranho na nossa própria terra", enquanto, por mais adaptados que estejamos (e eu estou super adaptado), nunca seremos "da terra que vivemos".

Isso faz de nós um pouco "gente de lugar nenhum" rsrsrs

É assim que me sinto =)

bjocas

Anita disse...

Dude, você é um docinho por me mencionar mas senti falta de um link ! ##Ihprontofalei ##

Beth Blue disse...

Ana, já corrigi o problema! ;-)

Anônimo disse...

Acrescento aqui meu comentário meio atrasado :)
Moro no exterior desde 1996 (o tempo passa depressa!). Durante muitos anos, não senti falta de absolutamente nada, exceto das pessoas queridas que ficaram longe. Por outro lado, nas minhas visitas ao Brasil (que iam se tornando cada vez mais escassas e breves), sentia falta de tudo daqui.
Do final de 2010 para cá, várias circunstâncias me levaram a passar mais tempo no Brasil do que tinha passado em todos os anos anteriores combinados, como você sabe. Em meio ao período mais difícil de minha vida, houve alguns fatos positivos, e um deles foi redescobrir coisas que eu já tinha há muito tempo me esquecido de que gostava no Brasil. Não passei exatamente a "sentir falta"; quando estou aqui em casa, sinto-me bem, gosto de tudo que faz parte de minha vida diária. Porém, agora, quando vou ao Brasil, aprecio de uma forma diferente aquilo de que já tinha me esquecido. Pequenas coisas: água de coco (no próprio coco!), meus lugares preferidos, café brasileiro (deixei de tomar café, provavelmente para sempre, por causa do estômago, mas não deixei de gostar de café super forte e sem açúcar!), o por-do-sol, o sotaque carioca.
E valorizo mais do que nunca as amizades, o carinho, a solidariedade e a simpatia das pessoas.
Bjs,
Gi