domingo, outubro 01, 2006

Ganha-se de um lado, perde-se de outro

A vida no final das contas é isso: perdas e ganhos. Talvez a sabedoria esteja em agradecer a Deus pelos ganhos em vez de nos sentirmos tristes pelas perdas (algumas inevitáveis ao longo do caminho, quem nunca perdeu um amigo que atire a primeira pedra!). Porque até quando perdemos, ganhamos algo, é tudo uma questão de ponto-de-vista.

Amizades há por toda parte, de todos os tipos e tamanhos, amizades pra todos os gostos. Algumas sinceras, outras nem tanto. Amizades pra ir ao cinema, pra ir ao café, para cair na noite, pra ficar pendurado horas no telefone, pra dividir alegrias e tristezas. Amizades pra rir junto, outras pra chorar junto, e umas poucas pra rir e chorar juntos (estas são mercadoria rara e devem ser cultivadas com o devido carinho e respeito).

Acima de tudo, nós é que escolhemos o tipo de amizade que queremos em nossas vidas, uma escolha estritamente pessoal. O que pra você é uma amizade verdadeira pra mim deixa muito a desejar e vice-versa. Olhando à minha volta, vejo pessoas muito especiais e, por um momento, sei que não estou sozinha e isso basta para clarear os horizontes.

Uma palavra, um telefonema, até mesmo um scrap de alguém querido já torna a vida mais leve, e é para isso que servem os amigos!

4 comentários:

Anônimo disse...

Beth,
Suas palavras são sábias!
É bem por aí mesmo! bom final de domingo pra vc!
ps: qdo nos vemos novamente? A Bebete pediu dois livros emprestados, e pediu para eu repassá-los pra vc. bjo!

Anônimo disse...

sorry!
postei como anônima, pois achei mais fácil!
Sou eu, Adriane. rsss

t.a disse...

oi beth
seguindo ainda o comentario do seu outro post sobre amizade, sou completamente de acordo. as vezes colocamos tanta expectativa no outro, as vezes por propria carencia nossa ou por exigencia, sei la. tb vivi e as vezes vivo isso. principalmente nesse mundo onde ser "amigo" eh resolvido num clicar de mouse.os parametros de amizade mudaram. as amizades tb.talvez seja a epoca de modificar nossos conceitos...
mas, fica fria, to falando por mim.
abraco

Jupis disse...

Como me faz bem ler suas palavras..
Estou começando a criar vontade de montar um blog com o mesmo intuito... Desabafar.. Tentar compreender MEUS sentimentos e os dos outros..
Só me falta tempo..rs
Vem nos fazer uma visita, Beth !!!!

Tecnologia do Blogger.

Ganha-se de um lado, perde-se de outro

A vida no final das contas é isso: perdas e ganhos. Talvez a sabedoria esteja em agradecer a Deus pelos ganhos em vez de nos sentirmos tristes pelas perdas (algumas inevitáveis ao longo do caminho, quem nunca perdeu um amigo que atire a primeira pedra!). Porque até quando perdemos, ganhamos algo, é tudo uma questão de ponto-de-vista.

Amizades há por toda parte, de todos os tipos e tamanhos, amizades pra todos os gostos. Algumas sinceras, outras nem tanto. Amizades pra ir ao cinema, pra ir ao café, para cair na noite, pra ficar pendurado horas no telefone, pra dividir alegrias e tristezas. Amizades pra rir junto, outras pra chorar junto, e umas poucas pra rir e chorar juntos (estas são mercadoria rara e devem ser cultivadas com o devido carinho e respeito).

Acima de tudo, nós é que escolhemos o tipo de amizade que queremos em nossas vidas, uma escolha estritamente pessoal. O que pra você é uma amizade verdadeira pra mim deixa muito a desejar e vice-versa. Olhando à minha volta, vejo pessoas muito especiais e, por um momento, sei que não estou sozinha e isso basta para clarear os horizontes.

Uma palavra, um telefonema, até mesmo um scrap de alguém querido já torna a vida mais leve, e é para isso que servem os amigos!

4 comentários:

Anônimo disse...

Beth,
Suas palavras são sábias!
É bem por aí mesmo! bom final de domingo pra vc!
ps: qdo nos vemos novamente? A Bebete pediu dois livros emprestados, e pediu para eu repassá-los pra vc. bjo!

Anônimo disse...

sorry!
postei como anônima, pois achei mais fácil!
Sou eu, Adriane. rsss

t.a disse...

oi beth
seguindo ainda o comentario do seu outro post sobre amizade, sou completamente de acordo. as vezes colocamos tanta expectativa no outro, as vezes por propria carencia nossa ou por exigencia, sei la. tb vivi e as vezes vivo isso. principalmente nesse mundo onde ser "amigo" eh resolvido num clicar de mouse.os parametros de amizade mudaram. as amizades tb.talvez seja a epoca de modificar nossos conceitos...
mas, fica fria, to falando por mim.
abraco

Jupis disse...

Como me faz bem ler suas palavras..
Estou começando a criar vontade de montar um blog com o mesmo intuito... Desabafar.. Tentar compreender MEUS sentimentos e os dos outros..
Só me falta tempo..rs
Vem nos fazer uma visita, Beth !!!!