quinta-feira, dezembro 23, 2010

Natal triste

O natal nem teve tempo de chegar e acordei hoje cedo com um telefonema do F. dizendo que sua mãe havia falecido no hospital. Foi uma surpresa - porque a morte quando chega sempre nos pega de surpresa, essa lição eu já tinha aprendido - mas nem tanto assim pra quem travava uma dura batalha contra o câncer há mais de dez anos. Ano passado ela teve um tumor no cérebro, todos achavam que seria o fim. Pois ela melhorou e surpreendeu a todos. Melhorou tanto que o tumor no cérebro SUMIU, quer mais milagre do que isso?

Pois há cerca  de 10 dias eles estavam preocupados porque ela estava se alimentando muito mal na casa de saúde para idosos (ela passava os fins-de-semana em casa com o marido). Andava enjoada pra comer e achavam que estava de frescura, deram bronca e disseram pra comer direito porque senão...Na mesma semana ela precisou fazer uma transfusão de sangue no hospital, eles decidiram fazer alguns testes e acharam um tumor...no fígado. Dali em frente foi tudo muito rápido, eles tinham planejado dar alta pra ela ir passar o (último) natal em casa com a família...Acredito que os médicos sabiam que ela morreria em breve pois sua saúde estava deteriorando a cada dia (até avisaram os familiares). Estávamos todos indo pra lá no sábado (25 dez), com planos de fazer uma ceia especial. Em vez da ceia, teremos um enterro na terça-feira.

Em suma, um natal muito triste para toda a família. E eu sofro junto com F. porque já sofri a perda de uma mãe (e mãe só tem uma, não me canso de repetir). No caso da mãe dele, todos concordamos que foi melhor assim. Ninguém precisa sofrer tanto, afinal ela lutou bravamente contra o câncer mais de dez anos. Tinha períodos bons até surgir um novo tumor em alguma parte do corpo. Aí vinham a quimioterapia, algumas operações, consultas médicas de controle, medicamentos, etc etc etc.

Que ela dencanse em paz...

13 comentários:

Line disse...

Nossa Beth, que tristeza!
Meus sinceros sentimentos...Sei a dor de perder um familiar, porque perdi meu pai de uma forma muito trágica, e acho que nunca vou me recuperar totalmente do trauma e da tristeza, sem contar a saudade que não passa nunca...

Beijos...

Palavras Vagabundas disse...

Beth, assim é a vida! Ora triste, ora alegre.
Um Natal de Paz e Harmonia é o meu desejo.
bjs carinhosos
Jussara

Eve disse...

que o F encontre forças nos seus abraços.
bjs!

Pri Sganzerla disse...

Poxa... Sinto muito. Que vcs se apoiem mutuamente e tenham força pra passar por esse momento delicado.

Todo meu carinho, mesmo à distância! Fique bem.

Beijos!

Maria Valéria disse...

Ler seu post me fez lembar o pavor que tenho de perder minha mãe( ela tem 61 anos)...

Espero que vcs fiquem bem. Tem meu apoio quando precisar( mesmo que seja só virtual)

Já passei vários natais triste, mas não por essa razão( morte na familia)

beijos e força aí

Anônimo disse...

Het doet veel pijn, maar gelukkig heb ik mensen zoals jou om me heen om het leed te verzachten...

Eu te amo,
F.

Albuq disse...

Oi Beth,

Nessas horas, quando mais preciso das palavras prá dizer aos amigos, elas me somem, correm de mim, me abandonam. Fico aqui, querendo te dizer uma palavra que diminua a tristeza, mas, não encontro. Se estivesse perto te diria: não sei dizer nada, mas, compartilho do teu silêncio. Acho que nessas horas o máximo que podemos fazer é dizer: tô aqui!

Bjsssss

Labelle® Paz disse...

Ô Bethinha..............
Um abraço daqueles bem apertados em você, com todo o meu carinho, do lado de cá do Atlântico, viu?
Que 2011 traga paz, harmonia, saúde e muita felicidade pra vocês !! Fiquem com Deus e meus sentimentos ao F.

tania disse...

Não sabe como lamento saber disso. É sempre triste perder alguém próximo ou acompanhar o processo de perda de alguém que amamos, mas ainda mais triste é quando acontece assim, no contrapé da situação, que, por si, seria de festa. Que bom que F. tem a você, que é uma pessoa sábia e sensível, e certamente fará toda a diferença ao seu lado, nesta hora. Mando daqui meu carinho e apoio. E que o Natal seja, então, para vocês esta celebração da solidariedade e do amor mútuo, que, no fim das contas, é o que o Natal de fato deveria ser sempre.
Beijo, querida.

Beth Blue disse...

Obrigada a todos pelas palavras de carinho neste momento tão delicado...No mais , a morte faz parte da vida e esta é a única certeza que temos. Nos resta aceitar, chorar a dor da perda e depois seguir em frente.

Desejo a vocês um feliz natal e muita paz, amor e saúde para todos em 2011.

Anônimo disse...

Força pra vc e F nesse momento.

Um grande beijo,Luca

Kilson disse...

Eu sei que nada que se diga nesses momentos acalenta o nosso coração, por isso, deixo aqui os meus sinceros sentimentos e desejo que vcs encontrem forças para superar essa dor.
Abraços

Pat Ferret disse...

Meio atrasada, mas tb queria deixar minhas condolências. Nessas horas não há muito que possa ser dito para minimizar a dor mas, se depender de força, conte comigo, viu? Fica em paz, amiga!

Tecnologia do Blogger.

Natal triste

O natal nem teve tempo de chegar e acordei hoje cedo com um telefonema do F. dizendo que sua mãe havia falecido no hospital. Foi uma surpresa - porque a morte quando chega sempre nos pega de surpresa, essa lição eu já tinha aprendido - mas nem tanto assim pra quem travava uma dura batalha contra o câncer há mais de dez anos. Ano passado ela teve um tumor no cérebro, todos achavam que seria o fim. Pois ela melhorou e surpreendeu a todos. Melhorou tanto que o tumor no cérebro SUMIU, quer mais milagre do que isso?

Pois há cerca  de 10 dias eles estavam preocupados porque ela estava se alimentando muito mal na casa de saúde para idosos (ela passava os fins-de-semana em casa com o marido). Andava enjoada pra comer e achavam que estava de frescura, deram bronca e disseram pra comer direito porque senão...Na mesma semana ela precisou fazer uma transfusão de sangue no hospital, eles decidiram fazer alguns testes e acharam um tumor...no fígado. Dali em frente foi tudo muito rápido, eles tinham planejado dar alta pra ela ir passar o (último) natal em casa com a família...Acredito que os médicos sabiam que ela morreria em breve pois sua saúde estava deteriorando a cada dia (até avisaram os familiares). Estávamos todos indo pra lá no sábado (25 dez), com planos de fazer uma ceia especial. Em vez da ceia, teremos um enterro na terça-feira.

Em suma, um natal muito triste para toda a família. E eu sofro junto com F. porque já sofri a perda de uma mãe (e mãe só tem uma, não me canso de repetir). No caso da mãe dele, todos concordamos que foi melhor assim. Ninguém precisa sofrer tanto, afinal ela lutou bravamente contra o câncer mais de dez anos. Tinha períodos bons até surgir um novo tumor em alguma parte do corpo. Aí vinham a quimioterapia, algumas operações, consultas médicas de controle, medicamentos, etc etc etc.

Que ela dencanse em paz...

13 comentários:

Line disse...

Nossa Beth, que tristeza!
Meus sinceros sentimentos...Sei a dor de perder um familiar, porque perdi meu pai de uma forma muito trágica, e acho que nunca vou me recuperar totalmente do trauma e da tristeza, sem contar a saudade que não passa nunca...

Beijos...

Palavras Vagabundas disse...

Beth, assim é a vida! Ora triste, ora alegre.
Um Natal de Paz e Harmonia é o meu desejo.
bjs carinhosos
Jussara

Eve disse...

que o F encontre forças nos seus abraços.
bjs!

Pri Sganzerla disse...

Poxa... Sinto muito. Que vcs se apoiem mutuamente e tenham força pra passar por esse momento delicado.

Todo meu carinho, mesmo à distância! Fique bem.

Beijos!

Maria Valéria disse...

Ler seu post me fez lembar o pavor que tenho de perder minha mãe( ela tem 61 anos)...

Espero que vcs fiquem bem. Tem meu apoio quando precisar( mesmo que seja só virtual)

Já passei vários natais triste, mas não por essa razão( morte na familia)

beijos e força aí

Anônimo disse...

Het doet veel pijn, maar gelukkig heb ik mensen zoals jou om me heen om het leed te verzachten...

Eu te amo,
F.

Albuq disse...

Oi Beth,

Nessas horas, quando mais preciso das palavras prá dizer aos amigos, elas me somem, correm de mim, me abandonam. Fico aqui, querendo te dizer uma palavra que diminua a tristeza, mas, não encontro. Se estivesse perto te diria: não sei dizer nada, mas, compartilho do teu silêncio. Acho que nessas horas o máximo que podemos fazer é dizer: tô aqui!

Bjsssss

Labelle® Paz disse...

Ô Bethinha..............
Um abraço daqueles bem apertados em você, com todo o meu carinho, do lado de cá do Atlântico, viu?
Que 2011 traga paz, harmonia, saúde e muita felicidade pra vocês !! Fiquem com Deus e meus sentimentos ao F.

tania disse...

Não sabe como lamento saber disso. É sempre triste perder alguém próximo ou acompanhar o processo de perda de alguém que amamos, mas ainda mais triste é quando acontece assim, no contrapé da situação, que, por si, seria de festa. Que bom que F. tem a você, que é uma pessoa sábia e sensível, e certamente fará toda a diferença ao seu lado, nesta hora. Mando daqui meu carinho e apoio. E que o Natal seja, então, para vocês esta celebração da solidariedade e do amor mútuo, que, no fim das contas, é o que o Natal de fato deveria ser sempre.
Beijo, querida.

Beth Blue disse...

Obrigada a todos pelas palavras de carinho neste momento tão delicado...No mais , a morte faz parte da vida e esta é a única certeza que temos. Nos resta aceitar, chorar a dor da perda e depois seguir em frente.

Desejo a vocês um feliz natal e muita paz, amor e saúde para todos em 2011.

Anônimo disse...

Força pra vc e F nesse momento.

Um grande beijo,Luca

Kilson disse...

Eu sei que nada que se diga nesses momentos acalenta o nosso coração, por isso, deixo aqui os meus sinceros sentimentos e desejo que vcs encontrem forças para superar essa dor.
Abraços

Pat Ferret disse...

Meio atrasada, mas tb queria deixar minhas condolências. Nessas horas não há muito que possa ser dito para minimizar a dor mas, se depender de força, conte comigo, viu? Fica em paz, amiga!