domingo, setembro 19, 2010

Uma escritora indiana



Acabei de ler (ou melhor, devorar) dois livros de Manju Kapur que estavam há tempos esperando lá na minha prateleira. Os livros se chamam A Married Woman e Home. Dois livros maravilhosos, mas eu gostei ainda mais de Home. Depois de ler a saga destas famílias na Índia você aprende muito sobre os costumes e tradições do país. É quase como um estudo antropológico - para leigos!

A escritora indiana escreveu ao todo quatro livros. Seu début literário, Difficult Daughters (1998) fez um sucesso estrondoso de crítica. A Married Woman e Home são, respectivamente, o segundo e terceiro livros da autora. O quarto livro, recentemente lançado e já com ótimas críticas se chama The Immigrant. E obviamente, já está na minha lista de leituras. assim como o primeiro.

Os personagens dos livros são tão verdadeiros (pra não dizer cativantes) que no final é como se a gente os conhecesse de verdade. Foi assim que me senti ao terminar a saga de Nisha, no livro Home. Acompanhei ansiosamente as aventuras e desventuras desta mulher lutando contra uma família patriarcal de valores rígidos. Valores que regem que a mulher nasceu pra casar, ter filhos e cuidar do marido. Nisha não apenas se recusou a se encaixar neste papel tradicional como namorou escondido e sem permissão dos pais, foi fazer faculdade e mais tarde - com o devido consentimento do pai - abriu seu próprio negócio!

Home é a saga de três gerações de uma família de classe média alta em Delhi. Nas páginas do livro você acompanha o cotidiano da família, seus rituais e tradições. Uma família tradicional em que os homens decidem e as mulheres obedecem. Em que o nascimento de um menino é celebrado intensamente...e o de uma menina considerado como uma espera obrigatória antes da chegada do herdeiro. Em que os casamentos são cuidadosamente arranjados e cujas celebrações duram cinco dias. Uma família hierárquica em que os filhos respeitam e obedecem aos pais, e a mãe por sua vez obedece ao marido. Em que os filhos se casam e trazem as esposas para morarem todos juntos na casa do patriarca. Tudo em prol da família, sem espaço pra liberdades individuais...principalmente para as mulheres.

A autora, além de escritora, é professora de literatura inglesa na Universidade de Delhi. Mais uma recomendação pra quem quer conhecer um pouco as tradições da Índia.

E já que estou falando de autores indianos, outra autora bastante conhecida é Jhumpa Lahiri. Seu livro The Namesake conta a estória de uma família indiana que emigrou para os EUA e foi filmado alguns anos atrás. Eu já tinha gostado muito do filme (leia aqui) então acho que vou gostar ainda mais do livro! Por coincidência, achei o livro ontem no sebo e devo engatar a leitura já já...



PS. Li em inglês, na livraria Cultura achei edições em espanhol mas parece que os livros ainda não foram traduzidos para o português...uma pena!

5 comentários:

Devaneios Breves disse...

Oi Beth, adorei ter encontrado o seu blog. Textos diretos, ricos e objetivos. Vou te seguir e anotar a indicação dos livros. Beijos

Albuq disse...

O que mais gosto aqui são as indicações maravilhosas... quando vejo que você tem post novo já sei que tem coisa boa.

bjssssssss

Josiane disse...

Oi!!
Que boas indicações de livros!!
Conheci seu blog através do site Mundo Pequeno...
Volatarei aqui.
Beijos!!

Anita disse...

Olha suas indicacoes sao otimas mesmo. Voce conhece por acaso o blog indiagestao ? Mete o malho na cultura indiana...

Lilly disse...

Que beleza, preciso incluir na minha lista também, agora que estou lendo pra valer... Obrigada!

Beijos.

Tecnologia do Blogger.

Uma escritora indiana



Acabei de ler (ou melhor, devorar) dois livros de Manju Kapur que estavam há tempos esperando lá na minha prateleira. Os livros se chamam A Married Woman e Home. Dois livros maravilhosos, mas eu gostei ainda mais de Home. Depois de ler a saga destas famílias na Índia você aprende muito sobre os costumes e tradições do país. É quase como um estudo antropológico - para leigos!

A escritora indiana escreveu ao todo quatro livros. Seu début literário, Difficult Daughters (1998) fez um sucesso estrondoso de crítica. A Married Woman e Home são, respectivamente, o segundo e terceiro livros da autora. O quarto livro, recentemente lançado e já com ótimas críticas se chama The Immigrant. E obviamente, já está na minha lista de leituras. assim como o primeiro.

Os personagens dos livros são tão verdadeiros (pra não dizer cativantes) que no final é como se a gente os conhecesse de verdade. Foi assim que me senti ao terminar a saga de Nisha, no livro Home. Acompanhei ansiosamente as aventuras e desventuras desta mulher lutando contra uma família patriarcal de valores rígidos. Valores que regem que a mulher nasceu pra casar, ter filhos e cuidar do marido. Nisha não apenas se recusou a se encaixar neste papel tradicional como namorou escondido e sem permissão dos pais, foi fazer faculdade e mais tarde - com o devido consentimento do pai - abriu seu próprio negócio!

Home é a saga de três gerações de uma família de classe média alta em Delhi. Nas páginas do livro você acompanha o cotidiano da família, seus rituais e tradições. Uma família tradicional em que os homens decidem e as mulheres obedecem. Em que o nascimento de um menino é celebrado intensamente...e o de uma menina considerado como uma espera obrigatória antes da chegada do herdeiro. Em que os casamentos são cuidadosamente arranjados e cujas celebrações duram cinco dias. Uma família hierárquica em que os filhos respeitam e obedecem aos pais, e a mãe por sua vez obedece ao marido. Em que os filhos se casam e trazem as esposas para morarem todos juntos na casa do patriarca. Tudo em prol da família, sem espaço pra liberdades individuais...principalmente para as mulheres.

A autora, além de escritora, é professora de literatura inglesa na Universidade de Delhi. Mais uma recomendação pra quem quer conhecer um pouco as tradições da Índia.

E já que estou falando de autores indianos, outra autora bastante conhecida é Jhumpa Lahiri. Seu livro The Namesake conta a estória de uma família indiana que emigrou para os EUA e foi filmado alguns anos atrás. Eu já tinha gostado muito do filme (leia aqui) então acho que vou gostar ainda mais do livro! Por coincidência, achei o livro ontem no sebo e devo engatar a leitura já já...



PS. Li em inglês, na livraria Cultura achei edições em espanhol mas parece que os livros ainda não foram traduzidos para o português...uma pena!

5 comentários:

Devaneios Breves disse...

Oi Beth, adorei ter encontrado o seu blog. Textos diretos, ricos e objetivos. Vou te seguir e anotar a indicação dos livros. Beijos

Albuq disse...

O que mais gosto aqui são as indicações maravilhosas... quando vejo que você tem post novo já sei que tem coisa boa.

bjssssssss

Josiane disse...

Oi!!
Que boas indicações de livros!!
Conheci seu blog através do site Mundo Pequeno...
Volatarei aqui.
Beijos!!

Anita disse...

Olha suas indicacoes sao otimas mesmo. Voce conhece por acaso o blog indiagestao ? Mete o malho na cultura indiana...

Lilly disse...

Que beleza, preciso incluir na minha lista também, agora que estou lendo pra valer... Obrigada!

Beijos.